Famalicão: Município abre período extraordinário de candidaturas a bolsas para o ensino superior

A Câmara Municipal de Famalicão abriu um período excecional de candidaturas a bolsas de estudo para alunos do ensino superior.

Podem apresentar candidatura desde 29 de março a 29 de maio todas aquelas famílias que perderam rendimentos nos últimos meses e que sentem dificuldades em pagar as despesas com os alunos universitários.

Para aceder às bolsas, as famílias têm que fazer prova da perda de rendimentos junto dos técnicos camarários.

Recorde-se que o período normal de candidaturas decorre de 15 de outubro a 15 de novembro. Nesta fase, o município aprovou 364 bolsas de estudo, que corresponderam a 222.150 euros de investimento. Este ano foram mais cem alunos do que no ano anterior e quase mais 53 mil euros.

A bolsa é de uma prestação (válida para um ano letivo), em vários escalões, o mesmo se aplica para as bolsas neste período excecional.

A proposta foi aprovada na reunião de Câmara desta quinta-feira. O presidente da Câmara, Paulo Cunha, explicou que o município reservou 30 mil euros para esta fase de candidaturas, valor que julga ser suficiente. «Se não fosse esta janela de oportunidade, só no próximo ano letivo é que as famílias podiam aceder a esta bolsa de estudo», realçou o autarca. Recordou ainda que o município tem feito o mesmo com as rendas, ou seja, além do período normal, tem concedido apoios excecionais em virtude das dificuldades económicas sentidas pelas famílias.