Famalicão: Limpeza do monte de S. Miguel-o-Anjo

O monte de S. Miguel-o-Anjo, em Calendário, foi alvo, no passado sábado, de uma ação de limpeza. A iniciativa teve a colaboração de vários serviços da Câmara Municipal, de responsáveis da União das Freguesias de Famalicão e Calendário e de elementos da Associação de Moradores da Cal que uniram esforços e procederam à remoção de lixos.

Esta ação de sensibilização ambiental e de defesa do património natural contou, também, com o vereador Leonel Rocha. O responsável pelo pelouro da Cultura mostrou-se agradado com a união de esforços das várias entidades, lamentando, no entanto, «a atitude dos cidadãos que depositam lixo, incluindo monstros domésticos num espaço de grande riqueza ambiental e patrimonial».

O terreno em causa, com cerca de 80 mil metros quadrados, foi adquirido em 2017 pela Câmara Municipal, por forma a salvaguardar e preservar este património, permitindo o estudo e a investigação sobre o passado histórico deste local.

Neste âmbito, a autarquia está a elaborar um plano estratégico com um conjunto de ações, das quais sobressai a prospeção arqueológica e respetivo levantamento topográfico. Mas para já estão a ser desenvolvidos trabalhos, que permitirão disponibilizar em breve um espaço verde, cuidado e qualificado ao serviço população.

O espaço, classificado como imóvel de interesse público desde 1990, acolhe as ruínas de um povoado fortificado cujos achados arqueológicos apontam para uma datação que se situa entre o séc. I a.C. e o séc. I d.C..

Most Popular Topics

Editor Picks