Famalicão: Jovens convivem nas esplanadas na sua grande maioria sem máscara

Vários grupos de jovens têm estado nas esplanadas da cidade a aproveitar o bom tempo e o desconfinamento, no entanto, muitos deles convivem sem usar máscara de proteção, estando, por isso, a colocar em risco a saúde pública.

Um dos exemplos onde se verifica este tipo de ajuntamentos, é no Parque da Juventude, junto às escolas da cidade.

Esta não é uma situação isolava, facto que tem levado a associação nacional de restaurantes PRO.VAR a mostrar a sua preocupação perante o incumprimento dos frequentadores dos espaços de restauração.

“Nos últimos dias observámos o que estava a acontecer. Nós [associação] recebemos esta preocupação dos estabelecimentos da restauração e do comércio em geral. Na restauração tem a ver com o uso das máscaras e com o facto de os clientes não estarem a respeitar o pedido, e muitos empresários estão a pedir, que sempre que não estejam a consumir mantenham a máscara colocada. (…) Por isso, pedimos uma clarificação das regras de forma urgente para que se possa evitar um retrocesso no desconfinamento”, disse o presidente da associação nacional de restaurantes PRO.VAR, Daniel Serra.

Nesta segunda fase de desconfinamento reabriram também os ginásios, mas ainda sem aulas de grupo, e os alunos dos alunos dos 2.º e 3.º ciclos retomaram as aulas presenciais.