Famalicão: INAC estreia “Local” no Parque da Devesa

O INAC – Instituto Nacional das Artes Circenses estreia, no dia 15 de junho, pelas 19 horas, o espetáculo, com o título “Local”, que será apresentado no auditório ao ar livre no Parque da Devesa.

Este espetáculo insere-se no projeto do Quadrilátero Cultural que faz circular pelas quatro cidades (Barcelos, Braga, Famalicão e Guimarães) espetáculos de quatro entidades locais. O INAC representa Famalicão e esta cidade recebe o Ciclo de Piano Contemporâneo de Braga, a dança contemporânea de Guimarães e Instrumentistas de Exceção, de Barcelos.

O espetáculo do INAC obriga ao levantamento do ingresso no local a partir de uma hora antes, isto é a partir das 18h00 do dia 15. Tem entrada livre, mas limitado à lotação do recinto.

Depois da estreia no Parque da Devesa, o espetáculo segue para Guimarães, onde é apresentado a 19 de junho, pelas 19h00, na Praça de S. Mamede. A 27 de junho, pelas 19h00, é apresentado na Frente Ribeirinha em Barcelos e a 3 de julho, à mesma hora, segue para o Parque da Ponte em Braga.

O espetáculo “Local” pretende continuar a renovar o conceito de apresentação de circo contemporâneo em espaços não convencionais, criando relação cenográfica e de proximidade com o público e com as cidades, relacionando-se, também, com o seu património.

Esta criação, que conta com a direção artística e encenação de Bruno Machado e Juliana Moura e interpretação de artistas nacionais e internacionais (Diogo Santos, Mau Jara, Pietro Barilli, Gaspar Ribeiro, Victor Abreu, Martina Mugheddu), cenografia de André Filipe Santos, composição musical de Luca Argel, é também ela um cruzamento de referencias, nacionalidades e experiencias.

O Quadrilátero Cultural é um projeto financiado pelo programa operacional NORTE 2020, através do FEDER [Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional].

 

Workshop “Bastidores”

O espetáculo “Local” é acompanhado de um workshop sobre “Bastidores”, dirigido por Bruno Machado e Juliana Moura.

O workshop proposto baseia-se na reflexão sobre a metodologia utilizada no processo de criação, através do vídeo-documentário e a videoarte, usando igualmente alguns dos exercícios efetuados durante o período de criação do espetáculo, aproximando a comunidade do processo criativo do espetáculo e sensibilização artística para o circo contemporâneo.