Famalicão: Gavião ganha novo centro cívico

A freguesia de Gavião tem um adro requalificado que se tornou um verdadeiro centro cívico.

A empreitada, que custou 127.500 euros aos cofres municipais, além de embelezar o espaço, permite melhores acessos a um conjunto de estruturas prioritárias para a freguesia, como é o caso da igreja, da casa mortuária, do centro paroquial e do cemitério, assim como estruturas propícias ao convívio e ao lazer.

Esta requalificação do adro foi inaugurada este domingo, dia 2 de maio, num cerimónia que juntou o presidente da Câmara, Paulo Cunha, o presidente da Junta, António Emídio, o pároco da freguesia, Domingos Machado, além de outros representantes locais.

O presidente da Câmara está convencido que a intervenção vem dignificar este espaço central de Gavião e que «vem fechar um ciclo de intervenções realizadas nos últimos anos de modernização das várias valências que o rodeiam», apontado como exemplo as obras realizadas no cemitério e na capela mortuária.

António Emídio, presidente da Junta de Freguesia, agradeceu os outros investimentos que têm sido realizados pelo executivo municipal na freguesia e que, na sua opinião, «têm mudado radicalmente Gavião», nomeadamente, ao nível da requalificação da rede viária, da infraestrutura educativa, do saneamento básico e no «apoio incansável» ao tecido associativo.

O responsável pela Junta de Freguesia manifestou o desejo de ver concluída a requalificação da Avenida Padre José Felgueiras de Abreu e de ver o atual salão paroquial transformado «num auditório moderno e multifuncional».

Paulo Cunha acrescentou ainda que a freguesia de Gavião «reúne cada vez mais e melhores condições para que continue a ser um local escolhido para viver, estudar, trabalhar e investir», manifestando a vontade do executivo municipal em continuar a trabalhar pela comunidade gaviense que «muito faz por merecer o investimento público que aqui tem sido feito e o muito que falta fazer».