Famalicão: Fica sem carro depois de ir a uma loja e ter deixado a chave na ignição

Um homem ficou sem a viatura em que seguia depois desta ter sido levada por um desconhecido. O furto aconteceu no início desta semana, segunda-feira, cerca das 19h00, na Avenida João XXI, na freguesia de Vermoim, em Famalicão.

O condutor parou o veículo para se deslocar a um estabelecimento comercial naquela avenida e, por esquecimento, deixou a chave na ignição do carro. Sem que nada fizesse prever, um indivíduo aproximou-se da viatura e, em poucos instantes, abandonou o local ao volante da mesma.

O lesado, só deu conta do sucedido assim que saiu do estabelecimento comercial. Para compreender o que terá acontecido, solicitou o acesso a um sistema de vigilância próximo, acabando por ver toda a atuação do assaltante, embora não tenha sido possível identificar a pessoa em causa.

Até ao momento, o carro, de marca Skoda, com a matrícula 64 – FN – 00, ainda não foi localizado.

Demolição da Praça de Touros: Pres. da Câmara da Póvoa recebe envelope com balas e ameaças de morte

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, e o Vice Presidente, Luís Batista, foram, esta terça-feira, surpreendidos com um envelope com balas e ameaças de morte, deixado à porta do edifício da autarquia.

Não é uma ameaça, muito menos um aviso, é uma previsão. Ou uma destas na testa. A vossa escolha é fácil. Não vamos gastar mais envelopes.

Mensagem colocada no interior do envelope

Tudo leva a crer que este acontecimento esteja relacionado com o processo de demolição da Praça de Touros da Póvoa de Varzim, cujos trabalhos foram iniciados esta segunda-feira.

Em comunicado, a autarquia fala numa “tresloucada ameaça, absolutamente imprópria em meios civilizados e democráticos, não é mais que a tentativa desesperada de uma minoria de impedir a concretização de uma deliberação legitimada pelo voto (explicitamente assumida nas candidaturas autárquicas vencedoras em 2017 e 2021) e sancionada pela instância judicial junto da qual a minoria contestatária interpôs providência cautelar”.

Um segundo envelope, com o mesmo conteúdo, foi enviado para a clínica do Presidente da Assembleia Municipal.

O caso já foi reportado às autoridades que agora investigam.

Governo decide: Luzes de natal nos espaços públicos só até às 00h00

Neste natal e ano novo, a iluminação pública alusiva à quadra natalícia terá que ser ajustada aos horários definidos pelo governo, como medida para a poupança de energia.

Assim, as luzes de natal só poderão funcionar das 18h00 às 24h00.

A medida faz parte de uma resolução do Conselho de Ministros, publicada esta terça-feira em Diário da República. Dela fazem parte outras regras relacionadas, por exemplo, com a climatização dos espaços.

Fonte: O Minho

Famalicão: Homem detido por condução ilegal

A PSP deteve, esta segunda-feira, pelas 17H15, um homem, de 43 anos, que conduzia veículo automóvel sem carta de condução.

A detenção ocorreu na Rua da Estação, na cidade de Famalicão.

Luto: Faleceu o Professor famalicense Álvaro Vasconcelos

Faleceu, nesta segunda-feira, vítima de doença súbita, aos 83 anos, o Professor Álvaro Vasconcelos.

O docente, nos últimos anos, deu aulas da disciplina de história na Escola Secundária Camilo Castelo Branco. Foi professor e investigador com uma das carreiras mais longas em Vila Nova de Famalicão, tendo marcado várias gerações de famalicenses.

Não haverá cerimónia religiosa, no entanto, o corpo estará em câmara ardente esta quinta-feira das 9h às 14h na capela da antiga Matriz.

 

Famalicão: Bombeiros recebem alerta para incêndio habitacional

Os Bombeiros Voluntários Famalicenses foram, na tarde desta terça-feira, alertados para uma situação de incêndio habitacional.

O alerta para a ocorrência, na Rua do Príncipe Real, foi dado cerca das 13h30 e para o local foram mobilizadas duas viaturas com oito operacionais.

De acordo com fonte do socorro, a situação ficou circunscrita a um utensílio de cozinha, localizado num anexo de habitação.

Braga: Homem sequestra mulher e filhas ameaçando-as com faca

Um homem sequestrou esta terça-feira, durante duas horas, a mulher e as duas filhas menores em casa em Figueiredo, concelho de Amares, mas acabou por se entregar às autoridades, disse fonte da GNR.

Segundo a fonte, o homem estava munido de uma faca e ameaçava de morte a mulher e as filhas.

O sequestro durou entre as 07:00 e as 09:00, hora a que o suspeito se entregou, após conversa com uma psicóloga do INEM. Ainda segundo a GNR, o homem sofre de perturbações do foro mental, pelo que foi transportado ao hospital, sob detenção, para tratamento.

Do incidente, não resultaram quaisquer feridos. Para o local, foram mobilizados os meios habituais para uma intervenção tático-policial