Famalicão: Festas Antoninas ao ritmo da música

Depois de um ano de paragem motivado pela pandemia, as Antoninas de Famalicão estão de regresso com uma programação reduzida, adaptada às contingências atuais e sobretudo marcada pela música.

Miguel Araújo já encantou os famalicenses, mas os concertos continuam e, em muitos casos, a promover os artistas famalicenses. Esta quinta-feira, dia 10 de junho, no palco instalado no Parque da Devesa, com o folclore famalicense e a atuação da Associação de Tocadores e Cantadores ao Desafio Famalicense.

Festa que é festa conta com música. E há muita nestas Antoninas. Esta sexta-feira, dia 11, atua Zé Amaro. No dia 12 de junho, sábado, é a vez da famalicense Maria do Sameiro e da Banda Fammashow animarem os famalicenses. A festa termina no dia 13, domingo, com os concertos dos Folc D’Ave e da Banda de Música de Famalicão.

No dia 13 de junho realizam-se algumas cerimónias religiosas. Às 17h00 será celebrada a eucaristia em honra de Santo António, presidida pelo Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga.

Como habitualmente, estas cerimónias têm lugar na capela de Santo António, na Rua Alves Roçadas, organizadas pela paróquia de Antas. Uma vez que a lotação do espaço é reduzida e para que mais pessoas possam assistir, será transmitida via Facebook e Youtube do Município. À semelhança do que aconteceu no ano passado, este ano não haverá a habitual procissão, com a tradicional distribuição do Pão de Santo António.

As centenárias Antoninas terminam no dia 13 com uma sessão de fogo-de-artifício, às 21h30, no Parque da Devesa.

Além de todas estas sugestões, os famalicenses podem ainda passar pelo Mercado Artesanal, instalado na Praça da Cidadania, desfrutar dos tradicionais sabores das festas na zona da alimentação instalada no parque de estacionamento provisório localizado nos terrenos da antiga Central de Camionagem, e conhecer as três exposições que integram o programa da edição deste ano das Antoninas: “Arcos das Marchas Antoninas”, patente no Parque da Devesa, as Cascatas a Santo António, na Praça 9 de Abril, e “Festas Antoninas. Entre o Sagrado e o Profano”, patente no Museu Bernardino Machado e nas ruas e praças da cidade.

Todas as atuações que integram o programa das Antoninas decorrem no palco do programa “Anima-te” e, por isso, seguem as mesmas regras que estão estabelecidas para os restantes espetáculos que vão decorrer, entre junho e agosto, no palco do programa de verão promovido pela Câmara Municipal.

O palco está instalado no Parque da Devesa, ao ar livre, junto ao lago, numa área limitada e preparada para receber cerca de 882 pessoas com todas as condições de segurança. Todos os espetáculos têm entrada livre, com levantamento obrigatório de ingresso no local do evento (Parque da Devesa) no período das 2 horas que antecede o espetáculo. Cada pessoa poderá levantar até 6 ingressos.

Mais informações e horários em www.famalicao.pt.