Famalicão faz parte da Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão vai integrar a Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude, criada no final do ano de 2020 pela Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ). É objetivo consolidar a ligação e a cooperação entre o movimento associativo juvenil e as autarquias.

A plataforma, que conta já com mais de 70 municípios, traduz-se numa rede de contactos e compromissos para a implementação de políticas de juventude, potenciadora de uma abordagem inovadora na forma de encarar as questões da participação jovem.

A adesão a esta rede pioneira «eleva o atual compromisso» da autarquia famalicense com os jovens do concelho, «potenciando a criação de mais e melhores políticas amigas da juventude, por meio da partilha de boas práticas, da criação de estratégias e da promoção de sinergias», assinala a vereadora da Juventude.

Para Sofia Fernandes, «os jovens são e continuarão a ser uma prioridade», sendo que a adesão a esta rede nacional «é mais um exemplo de que a Câmara Municipal está empenhada em fazer mais e melhor no que toca às políticas de juventude».

A autarca refere, ainda, que a adesão trará a partilha de boas práticas, fator que «nos permitirá responder e estar ainda mais à altura dos desafios que os nossos jovens enfrentam, ajudando-nos a desenhar medidas e projetos que se adequem às suas necessidades».

É precisamente isso que se pretende que aconteça esta sexta-feira, no primeiro Encontro de Municípios Amigos da Juventude. No evento digital serão apresentadas as linhas orientadoras desta plataforma e os projetos FNAJ de impulso e otimização da ação para a Juventude dos municípios e será promovido um debate, entre as mais de 70 autarquias que já aderiram a esta plataforma, sobre os desafios das políticas de juventude de base local.

É através do pelouro da Juventude, particularmente através da Casa da Juventude, que o município desenvolve os vários projetos, programas e apoios municipais destinados aos jovens. O Orçamento Participativo Jovem, o Viveiro de ideias, o Mais Cidadania Jovem, a atribuição das bolsas de estudo, o festival de cinema jovem Ymotion, entre outros, são exemplos das propostas municipais para os jovens.

Refira-se que a FNAJ conta atualmente com mais de mil associações juvenis na sua rede nacional, envolvendo cerca de meio milhão de jovens.