Famalicão: Em tempo de pandemia, Gerações mantém atividades

A direção da Associação Gerações aprovou, no dia 27, o Plano e Orçamento para 2021. Devido à pandemia, os documentos foram aprovados pela direção que se comprometeu a enviá-los a todos os associados, para que se pronunciem.

Este plano e orçamento espelha que no ano de 2020 – 2021, há 150 seniores inscritos nas ações e atividades do Clube Sénior da Gerações, o que, para a direção, é motivo de orgulho «e muito significativo quanto à procura de alternativas válidas que lhes permitam um envelhecimento ativo e saudável, mesmo neste tempo difícil».

Todo o ano está preenchido com outras atividades, iniciativas e projetos que incluem workshop de artes expressivas, culinária e sessões na Fundação Cupertino de Miranda, sempre dependentes das oscilações da pandemia.

Para além de tudo isto, acontecerão sessões regulares de saúde mental, de fisioterapia (mobilidade, equilíbrio, força, incontinência urinária e como cuidar das costas), uso de tablet e telemóvel, mandalaterapia, yoga do riso, aromaterapia, educação para a saúde, tardes de jogos de mesa e atividades direcionadas para a saúde mental.

Com cuidados redobrados, as crianças da Associação Gerações continuam a brincar, a explorar formas e materiais, tendo sempre acesso a vivências e experiências únicas, encontrando-se e relacionando-se.

Estas variáveis no desenvolvimento e no crescimento das crianças vão manter-se inalteradas ao logo de todo o ano de 2021, a começar já no almoço de Natal e na edição de 2021 do projeto “Hoje há histórias na Cidade” que só se realizarão nos formatos habituais se as condições sanitárias existentes na altura, no concelho de Famalicão, o permitirem.