Famalicão: É de Joane jovem atropelado mortalmente na A3 enquanto alertava condutores para despiste

É natural da vila de Joane, em Famalicão, o jovem que na manhã deste domingo faleceu vítima de atropelamento na A3.

Luís Meira, ao deparar-se com um acidente, decidiu sair do carro para ajudar as vítimas e alertar os outros condutores para os obstáculos na via. Foi enquanto se encontrava na via, a prestar esse auxílio, que foi colhido mortalmente por uma viatura conduzida por um condutor que não deu conta da presença do jovem na estrada.

O joanense, que fazia 23 anos na próxima quarta-feira, vivia em Viana do Castelo. Segundo o portal E24, encontrava a estudar na Escola Superior de Tecnologia e Gestão no Instituto Politécnico de Viana do Castelo.

No momento em que tudo aconteceu estava na companhia da namorada e um amigo que necessitaram de receber apoio por parte da equipa de psicólogos do INEM.