Famalicão: Durante uma semana, utentes e profissionais do novo edifício das urgências do Hospital sofreram com frio

O frio no novo edifício de apoio às urgências do Centro Hospitalar do Médio Ave, em Famalicão, deverá ficar resolvido ainda esta sexta-feira. O problema já se arrasta há uma semana, o que levou a uma denúncia à comunicação social.

Há fotografias que revelam doentes em cadeirões cobertos com mantas.

Entretanto, enfermeiros marcaram uma vigília de protesto para esta sexta-feira às 21 horas. Denunciam esta situação e a falta de enfermeiros para atender todos os doentes que diariamente chegam ao Hospital.

As novas urgências, que tratam os doentes covid, são do início de dezembro. Na sexta-feira, dia 1 de janeiro, houve um problema no ar condicionado que começou a debitar frio.

O presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar do Médio Ave, António Barbosa, esclarece que o problema técnico começou a ser resolvido no fim-de-semana passado, mas só esta sexta-feira deverá ficar complemente sanado.

Estas explicações foram apresentadas depois de uma reunião com o representante da Secção Regional Norte da Ordem dos Enfermeiros, João Paulo Carvalho.