Famalicão: Condenado a 20 anos de prisão homem que matou mulher por asfixia

Foi condenado a 20 anos de prisão, por homicídio qualificado, o homem, de 44 anos, que em março matou a mulher por asfixia, em Fradelos.

Ao Tribunal de Guimarães, o homem confessou o crime, admitindo que o fez porque ela queria divorciar-se.

O homicídio aconteceu em março, primeiro na freguesia de Ribeirão e depois na de Fradelos, onde a mulher acabou por morrer.

Em Fradelos, pediu à esposa que arrumasse a mala do carro, e, quando a mesma se encontrava a executar a tarefa, lançou-lhe um garrote ao pescoço e apertou-o. Pensando que a mulher estava morta, meteu-a na mala do carro e dirigiu-se para a freguesia de Fradelos para se livrar do corpo. Quando a retirava da mala do carro, a mulher recuperou os sentidos e começou a gritar. O arguido tapou-lhe a boca e o nariz, acabando por lhe provocar a morte.