Famalicão: Centro urbano vai ter sistema inovador de drenagem da água

No âmbito das obras de reabilitação do centro urbano de Famalicão está a ser criado um sistema inovador de drenagens sustentáveis, que consiste na absorção natural das águas de forma a não sobrecarregar os coletores e a fazer com que a água seja absorvida em cada espaço verde. Trata-se de uma medida de sustentabilidade ambiental que é, segundo o Município, uma das principais apostas das obras do centro da cidade, que arrancaram em outubro passado e que implicam um investimento de mais de oito milhões de euros.

O denominado Plano de Implementação do Sistema Urbano de Drenagem Sustentável (SUDS) vai abranger a área da Praça D. Maria II e da Praça Mouzinho de Albuquerque. Nestas áreas, as caldeiras (base) das árvores serão rebaixadas para permitir o acolhimento das águas da chuva; por outro lado, serão aumentadas as áreas verdes e canteiros para maximizar o aproveitamento das águas.

Desta forma, será realizada uma divisão da área a intervir em bacias de escoamento que vão encaminhar as águas para as zonas de absorção natural fazendo um percurso de canteiro em canteiro, de zona verde em zona verde, até, chegar aos coletores. Será ainda feito o encaminhamento das águas de bacia em bacia até chegar à zona das charcas na Praça Mouzinho Albuquerque o ponto final de recolha e de encaminhamento para o Rio Pelhe a jusante.

O Plano de Implementação do SUDS prevê, ainda, a plantação de espécies de vegetação autóctones privilegiando ambientes diversos.

A implementação do SUDS enquadra-se na estratégia para a concretização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS, estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU), nomeadamente para a implementação de políticas e planos integrados para eficiência dos recursos no que diz respeito à água potável e saneamento, à criação de cidades e comunidades sustentáveis, e à ação climática.