Famalicão: Centro Hospitalar cria Consulta de Plano de Parto

O Serviço de Obstetrícia do CHMA implementou a consulta de Plano de Parto, com vista a melhorar a qualidade dos cuidados de saúde materna e assegurar os direitos das mulheres na gravidez, no parto e no puerpério.

É um projeto em parceria com os centros de saúde, tendo em conta a necessidade de partilha da informação de todas as opões que as gestantes têm ao dispor para o parto.

Mais ou menos elaborado, todas as grávidas criam um plano do que gostariam de ver concretizado e respeitado num dia tão importante como o nascimento de um filho. É um documento flexível, tendencialmente único, que reflete um conjunto de preferências da grávida/ casal para o trabalho de parto, parto e puerpério.

Este é um plano orientador que, em circunstâncias excecionais, poderá ter que ser contornado, sempre que forem necessários outros procedimentos para salvaguarda da saúde da mãe e recém-nascido.

O CHMA informa que as grávidas vigiadas no exterior devem ser orientadas para a consulta de Plano de Parto entre as 30 – 32 semanas, através do pedido Alert P1 ou Requerimento de Consulta a Tempo e Horas; as grávidas vigiadas no CHMA apenas necessitam de confirmar o interesse para serem orientadas para a consulta.