Famalicão celebra a árvore e a poesia 9

Famalicão celebra a árvore e a poesia 10

O Dia Mundial da Árvore e o Dia Mundial da Poesia foram assinalados na manhã desta quinta-feira, no jardim dos Paços do Concelho.

O presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, e o presidente da Associação de Solidariedade Social, Dar-as-Mãos, Agostinho Fernandes, começaram esta celebração junto ao antigo carvalho sexagenário, que embeleza o jardim público, localizado a norte do edifício da Câmara Municipal. Depois, foi batizada a cerejeira plantada por José Saramago aquando da sua visita à cidade, em 1999, após lhe ter sido atribuído o Prémio Nobel da Literatura. A cerejeira chama-se agora “Árvore do Nobel”. E foi, ainda, plantada uma romãzeira, símbolo da amizade e hospitalidade de Vila Nova de Famalicão. A espécie que aparece retratada no brasão do município assinalou o 25.º aniversário da associação presidida por Agostinho Fernandes.

A sessão ficou, ainda, marcada pelo início do projeto “A poesia invade a cidade”, que vai decorrer até 5 de outubro. Neste âmbito, coube às crianças do 4.º ano da Escola Básica Luís de Camões a leitura e teatralização do poema “Epifania de Março”, de Aurélio Fernando.

Most Popular Topics

Editor Picks