Famalicão: Câmara intervém na Unidade de Saúde Familiar de Requião com fundos europeus

A Câmara Municipal de Famalicão vai lançar o concurso público para as obras de remodelação e ampliação da USF Antonina de Requião. O valor da obra é de 500 mil euros, com prazo de execução de um ano.

Recorde-se que a Câmara Municipal de Famalicão e a ARS Norte assinaram, recentemente, um protocolo com vista a melhoramentos no edifício desta USF. Como a ARS Norte não se pode candidatar a fundos europeus, teve que ser a Câmara Municipal de Famalicão a fazê-lo, daí a necessidade do protocolo. «Uma entidade define onde se intervém, a outra entidade pode obter o financiamento», explica Paulo Cunha. Ou seja, foi a ARS Norte que escolheu a USF Antonina para esta intervenção, não foi uma opção que recaiu na Câmara Municipal. A autarquia limitou-se a apresentar o projeto para obter o financiamento europeu.

Paulo Cunha reconhece que há outras necessidades ao nível dos cuidados de saúde primários e cita o caso do edifício de raiz em Joane ou da remodelação das USF da cidade. «Espero que o PRR (a chamada bazuca) permita que outras intervenções sejam feitas noutras unidades de saúde em Famalicão», anseia o presidente da Câmara Municipal de Famalicão.