Famalicão: Armindo Castro pede indemnização de meio milhão de euros

Armindo Castro, que esteve preso por causa da morte da tia, assassinada em Joane, pede uma indemnização ao Estado de meio milhão de euros

Recorde-se que esteve preso 914 dias e foi libertado em 2014, após outro homem ter confessado o crime. Armindo Castro acabou solto e absolvido do crime.

O Tribunal da Relação tinha fixado uma indemnização no valor de 62 mil euros de compensação, mas Armindo Castro recorreu para o Supremo Tribunal de Justiça, exigindo 500 mil euros.