Famalicão: AFPAD precisa de um edifício novo para o lar residencial

A nova direção da AFPAD – Associação Famalicense de Prevenção e Apoio à Deficiência, que tomou posse recentemente, está em diálogo com a Segurança Social para conseguir aumentar a capacidade de resposta para as crianças que precisam de cuidados de intervenção precoce.

Segundo Abraão Costa, novo presidente, a AFPAD quer, também, melhorar a resposta no âmbito das terapias alternativas.

Há ainda um terceiro objetivo, já em implementação, relacionado com a criação de uma equipa para apoiar projetos internacionais. «A AFPAD vai internacionalizar-se», anuncia Abraão Costa.

Mas, a AFPAD tem um objetivo a mais longo prazo. Diz respeito à construção de um lar de raiz para os jovens e adultos com deficiência, porque o atual espaço não tem as condições necessárias face às necessidades sentidas. «É uma casa antiga, cumpre os regulamentos, mas é pequena e só dá para 12 utentes. Temos uma lista de espera de dezenas», descreve o presidente. O novo dirigente admite conversações com a Segurança Social, com o Município e com alguns financiadores para saber da viabilidade do projeto. «É complicado, porque é preciso terreno e uma construção de raiz. Não é algo fácil nesta altura», realça.