Famalicão: “A Inocência…” na Fundação Cupertino de Miranda

A Fundação Cupertino de Miranda inaugura, esta sexta-feira, às 19 horas, a nova exposição temporária: “A inocência em António Paulo Tomaz”.
Esta exposição homenageia um autor que pela sua breve passagem na história do Movimento Surrealista deixou uma obra de caráter raro e simbólico que excecionalmente teve a merecida oportunidade para se apresentar. Ficará patente até dia 26 de fevereiro de 2022.

António Paulo Tomaz (Lousã,1928-2009), estofador de profissão, aproximou-se do surrealismo por influência de Cruzeiro Seixas e integrou a primeira exposição do grupo “Os Surrealistas”, em 1949, em Lisboa.