Estado de emergência pode durar até ao fim da pandemia, diz primeiro-ministro

Na manhã desta sexta-feira, em entrevista à Antena 1, António Costa, assumiu que, no limite, o estado de emergência pode durar até ao fim da pandemia, embora nem sempre com as mesmas medidas, que podem ser aplicadas a dias ou fases em específico.

«O fundamental deste estado de emergência não vai introduzir grandes alterações», anuncia o primeiro-ministro, explicando que o decreto foi pedido pelo Governo apenas para dar «segurança jurídica» a medidas como, por exemplo, a proibição das deslocações entre concelhos com nível mais elevado de risco ou em determinados períodos do dia, em alturas específicas.