Concelho

Espírito de união e partilha marcam convívio de autarcas em Famalicão

O convívio dos autarcas do concelho de Vila Nova de Famalicão na Feira de Artesanato e Gastronomia é já uma tradição com alguns anos, mas segundo o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “não é por ser uma tradição que este encontro se realiza. É porque há vontade, há espirito de união e porque é muito útil estarmos juntos e partilharmos estes momentos”. O autarca falava no final do jantar convívio que decorreu esta quarta-feira, no recinto da Feira de Artesanato e Gastronomia que se realiza até domingo, e reuniu os presidentes das freguesias do concelho e o executivo municipal.

Para Paulo Cunha, “ao longo do ano, temos muitos momentos em que conversámos e estamos juntos, mas este é especial porque aqui não se fala de política nem de obras, mas aprofundam-se laços e amizades”.

A organização do encontro está habitualmente a cargo dos presidentes de junta, e este ano a tarefa coube aos autarcas de Seide, Vermoim e Castelões. Num ambiente de boa-disposição Tomás Sousa, Manuel Carvalho e Francisco Sá adiantaram que “correu muito bem esta organização partilhada” que resultou “num salutar convívio onde se fala de tudo menos de política”.

Refira-se que para além deste encontro convívio, os autarcas de Famalicão reúnem-se em outros dois momentos que acontecem no Dia do Autarca e em janeiro, na abertura de um novo ano civil.

Previous post

Cão Danado estreia-se em Famalicão com residência artística de Davis Freeman no Parque da Devesa

Next post

Famalicão comemora 50 anos da Escola Júlio Brandão

Cidade Hoje