Especialistas do sono alertam para riscos da mudança da hora

Especialistas do sono alertam para riscos da mudança da hora

Especialistas em cronobiologia e medicina do sono alertam para os riscos da mudança da hora, que acontece na próxima madrugada, como alterações do sono, do estado de ânimo, de capacidades cognitivas como a memória e psicomotoras.

Os relógios vão adiantar, uma hora, dando início ao horário de Verão, que vigorará até 28 de Outubro.

“Esta mudança, decidida pela primeira vez com o argumento da necessidade de poupança energética, preocupa actualmente especialistas”, que se reuniram para reflectir e estabelecer algumas directrizes, disse à agência Lusa Miguel Meira e Cruz, coordenador da Unidade de Sono do Centro Cardiovascular da Universidade de Lisboa.

Meira e Cruz, que faz parte do Grupo de Consenso sobre o Impacto da Mudança da Hora, juntamente com John Fontenelle Araujo (Brasil), Dário Acuña-Castroviejo e Eduard Estivill (Espanha), e Masaaki Miyazawa (Japão), analisaram os impactos da mudança da hora na saúde, na sequência do II Encontro Latino-Americano e 1º Congresso Português de Cronobiologia e Medicina do Sono.

O especialista português alertou para “os riscos” desta mudança, “mesmo numa amplitude aparentemente inofensiva”, que podem ser “um drama real e determinante de problemas irresolúveis” para algumas pessoas e lembrou estudos recentes que, embora controversos, apontam um aumento do número de enfartes.

“Quando exigimos uma alteração horária repentina esquecemos que os relógios existentes em todas as células do organismo não têm capacidade de se adaptar de imediato”, salientou.

Most Popular Topics

Editor Picks