Concelho

Empresa famalicense cria casaco com sistema de iluminação inteligente

A tecnologia é 100% portuguesa, assim como a produção e tem como objetivo diminuir o número de fatalidades com peões, que em 75% dos casos ocorrem em zonas escuras ou com pouca iluminação.

O casaco, que dispõe de uma aplicação móvel para utilizar com o smartphone, chegou hoje ao mercado português e está disponível para compra na plataforma de financiamento colaborativo Indiegogo, onde está a decorrer uma campanha de crowdfunding nos próximos 30 dias com o objetivo de angariar cerca de 70 mil euros para melhorar as suas funcionalidades e aumentar o seu volume de produção.

De acordo com um relatório da agência norte-americana para a segurança rodoviária (NHTSA – National Highway Traffic Safety Administration), em média, um peão foi morto aproximadamente a cada 1,5 horas em acidentes de trânsito em 2016 e 75% das fatalidades ocorrem em áreas escuras. Foi esta a principal motivação dos empreendedores que desenvolveram esta solução, que pretendem que seja comercializada a uma escala global.

“O sistema de iluminação inteligente com fibras óticas que desenvolvemos aumenta a segurança dos utilizadores através da iluminação ativa e é inteligente graças ao recurso a sensores que existem num smartphone e que ajudam, por exemplo, a sinalizar a travagem de um ciclista ou informar um trabalhador que saiu da área de segurança”, explica Filipe Magalhães, diretor científico e tecnológico da VIME, entidade que juntamente com as também empresas portuguesas SCOOP e LAPA são responsáveis por este novo conceito.

De acordo com o responsável, os produtos existentes no mercado com iluminação ativa, isto é, que não dependem de fontes de iluminação externa para depois a refletirem, não apresentam a componente de “inteligência” conseguida através da utilização dos sensores do telemóvel.

Para garantir uma maior segurança de corredores, ciclistas, trabalhadores, peregrinos ou até de caminhantes casuais, alguns dos potenciais utilizadores do casaco, a empresa apostou num design arrojado, incorporando fibras óticas que constituem o núcleo do sistema de iluminação em contextos de baixa iluminação ao ar livre.

Sapo Lifestyle
Previous post

Foi encontrada jovem de Braga desaparecida desde domingo

Next post

Avenida do Brasil surge com uma nova lomba para prevenir acidentes

Cidade Hoje