Eletrodomésticos e Lâmpadas com Novas etiquetas energéticas

A partir de 1 de março, alguns eletrodomésticos passam a exibir novas etiquetas energéticas. Acontece com frigoríficos, congeladores, máquinas de lavar louça, máquinas de lavar roupa, máquinas combinadas de lavar e secar roupa, televisores e ecrãs digitais. No caso das lâmpadas, a mudança para a nova etiqueta energética entra em vigor a 1 de setembro de 2021.

Há um novo grafismo, mas a principal alteração da nova etiqueta é a escala de classes de eficiência energética que regressa à sua forma original, de A (mais eficiente) a G (menos eficiente). Quer dizer que os procedimentos de ensaio e de cálculo da eficiência energética de alguns produtos foram revistos.

Dois projetos estiveram a apoiar a implementação da nova etiqueta energética, o BELT (Boost Energy Label Take Up) e o LABEL2020, financiados pela União Europeia ao abrigo do programa “Horizonte 2020”. Estes projetos visam ainda a adoção de produtos mais eficientes ao nível europeu.