Economia: Exportações de Têxteis – Lar e Vestuário registam forte crescimento

As exportações de têxteis e vestuário assinalam um novo crescimento. De acordo com os dados cedidos pelo INE, as exportações aumentaram 26,5% em relação ao março de 2020 e 4% em relação a março de 2019. No entanto, as exportações de matérias têxteis e vestuário em tecido continuam a verificar uma quebra. Estes dados foram partilhados pela Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), com sede em Vila Nova de Famalicão.

O primeiro trimestre deste ano aponta para um valor exportado de 1.315 milhões de euros. Em comparação com o ano passado, regista-se um aumento de cerca de 3%. Este crescimento acontece pelo aumento de exportações de roupas de cama, mesa, tocador ou cozinha, de camisolas de malha, de fatos, casacos, vestidos, saias calças de malha, de uso feminino, entre outros. Contudo, as exportações de vestuário em tecido e as matérias têxteis evidenciam uma quebra de 21% e de 0,3%, respetivamente.

As importações de têxteis e vestuário registam uma quebra de 21%. Destas matérias, excluem-se a categoria de produtos onde se encontram os falsos tecidos e a categoria de produtos artefactos têxteis confecionados, que incluem as máscaras sociais. Os primeiros produtos demonstram um aumento do valor importado em 14% e os segundos um aumento de 110%.

Nestes primeiros três meses de 202, a Balança Comercial dos Têxteis e Vestuário assinalou um saldo positivo de 509 milhões de euros e uma taxa de cobertura de 163%.