EatTasty: o sucesso serve-se à mesa

Na incubadora Famalicão Made IN, instalada em pleno ambiente empresarial da Riopele, em Pousada de Saramagos, está o cérebro de uma das mais bem-sucedidas startups nacionais.

A EatTasty produz e entrega refeições caseiras e prontas a comer, em várias zonas de Lisboa, idealizadas por um chef e confecionadas por cozinheiros amadores da cidade. Uma ideia que marca pela diferença em relação a outras idênticas, numa área de negócio com muita concorrência e onde já há muito pouco para ser inventado, pelo facto de que todos os cozinheiros que colaboram com a EatTasty têm sempre um rendimento mensal garantido, assim promovendo o emprego local e a possibilidade de retaguarda familiar.

O sucesso da EatTasty despertou a atenção do Presidente da Câmara, Paulo Cunha, que, na sexta-feira passada, 13 de abril, realizou um Roteiro pela Inovação dedicado à startup.

Tudo começou em meados de 2015. Rui Costa, um famalicense de Pousada de Saramagos, e Orlando Lopes, seu colega numa empresa de marketing digital, jantavam num restaurante do Porto quando tiveram a ideia de “criar uma comunidade de refeições caseiras”. Ambos pensavam em criar um negócio próprio e, durante algum tempo, estudaram o assunto a fundo até encontrarem aquela solução inovadora. “Os cozinheiros teriam sempre o seu dinheiro assegurado. O risco de não haver procura seria da EatTasty”, contou Rui Costa, acrescentando que cada cozinheiro recebe, em média, 700€ mensais por três horas diárias de trabalho.

Procuraram mentores e investidores que dessem corpo ao projeto. Em dezembro conseguiram fechar contrato com seis pequenos investidores. Mais tarde, em junho de 2016, vieram os tubarões: a Caixa Capital, através do programa Lisbon Challenge, e a Sonae. No total, a EatTasty angariou 245 mil euros.

375 mil euros de financiamento

Ao cliente são oferecidas três opções de menu pelo valor fixo de 5,90 euros, que incluem o transporte e os talheres. As refeições são já entregues em mais de 100 empresas e escritórios lisboetas, diariamente, à hora de almoço.

Dois anos passados, a startup acaba de anunciar uma segunda ronda de investimento. “São agora mais 125 mil euros que servirão para expandir as entregas a seis novas zonas, desta vez, em Oeiras. O objetivo, a curto prazo, é atingir as 400 refeições diárias”, adiantou.

Empresas como a Google, a Unbabel e a Talkdesk já fazem parte dos clientes da EatTasty. E, quem sabe, um dia também a Riopele. O seu administrador, José Alexandre Oliveira, também ele presente neste Roteiro pela Inovação, mostrou interesse em testar a ideia na empresa que dirige.

Para Paulo Cunha, a EatTasty é sinónimo de “projeto deslumbrante, repleto de sinais de excelência e de um empreendedorismo muito vincado, conseguindo fazer algo pouco comum: associar a dimensão global à dimensão local”.

EatTasty em números

Desde a sua criação, a empresa já produziu mais de 40 mil refeições, das quais 25% este ano. Em 2017, o melhor cliente encomendou 200 vezes em 231 dias úteis, sendo que 30% dos clientes continua a comprar ao fim de 12 meses. Nos dois primeiros meses deste ano já produziu o equivalente a 50% da produção total de 2017 e, para este mês de abril, está previsto um crescimento de 400% nas encomendas face a março do ano passado.

 

F.C.Famalicão perde em casa com o S.C. Braga (0 – 3)

O Futebol Clube de Famalicão estreou-se esta época em casa com uma derrota, diante do S.C. Braga.

Os golos foram somente apontados pela equipa visitante, aos minutos 13, 19 e 79.

Na classificação, ao fim de duas jornadas, o Futebol Clube de Famalicão continua sem pontuar no campeonato.

Famalicão: Capitão Fausto animaram Dia da Juventude no Devesa Sunset

Os Capitão Fausto marcaram presença, esta sexta-feira, na iniciativa da Câmara Municipal “Devesa Sunset”.

A banda de Lisboa, formada em 2009, atuou ao final da tarde, no Parque da Devesa, diante de um público maioritariamente jovem que, depois de uma tarde nas piscinas municipais, continuaram a divertir-se neste espaço verde.

Veja algumas das imagens divulgadas pelo município:

Famalicão: Estacionamento indevido junto ao Parque da Devesa provocou bloqueio total do trânsito

Um elevado número de carros indevidamente estacionados, na Rua Fernando Mesquita, junto ao Parque da Devesa, provocou o bloqueio total do trânsito automóvel, ao final da tarde desta sexta-feira.

À nossa redação condutores relataram ter estado durante um largo período de tempo encurralados na fila de carros que entretanto se gerou.

O bloqueio do trânsito terá sido provocado pelo facto de existirem carros estacionados indevidamente nos dois sentidos daquela rua. Este tipo de estacionamento é, porém, habitual, no entanto apenas num dos sentidos.

A GNR esteve no local.

Famalicão: Já abriu ao trânsito a Rua Capitão Manuel Carvalho com via partilhada

Abriu ao trânsito esta sexta-feira a Rua Capitão Manuel Carvalho, no centro da cidade de Vila Nova de Famalicão.

A rua esteve nos últimos meses a ser alvo de uma intervenção profunda, sendo que agora funciona com o conceito de via partilhada.

Segundo a autarquia, a via passa a ser partilhada por peões e veículos, onde vigoram regras especiais de trânsito, entre elas, a prioridade do peão.

O acesso ao parque de estacionamento da Praça D. Maria II, tanto entrada como saída, passa a ser feito exclusivamente pela Rua Capitão Manuel Carvalho.

Obras em Famalicão: Vasos vandalizados durante a noite. Presidente da Câmara repudia vandalismo

Estão a entrar na fase final as obras no centro da cidade de Vila Nova de Famalicão.

Recentemente a autarquia colocou, em torno da Praça D.Maria II, dezenas de vasos que vão embelezar o espaço, no entanto, na última noite, esses mesmos vasos foram vandalizados.

Numa breve nota publicada nas redes sociais, o edil famalicense, repudiou o ato que “ não dignifica ninguém “.