Duatlo de Famalicão está de regresso e define campeões nacionais

A 11ª Edição do Duatlo de Famalicão – A Cimenteira do Louro vai definir os novos campeões nacionais. A prova, a realizar-se no dia 4 de julho, vai decorrer no Louro. A Associação Amigos do Pedal (AdP) e a Federação de Triatlo de Portugal (FTP) são as entidades organizadoras do evento.

O presidente dos AdP, Paulo Ruivo, vê o Louro como um espaço propício para a realização da nova edição. «Cenários lindíssimos, num percurso exigente, por entre bosques e calçadas mas, acima de tudo, um espaço amplo onde, em segurança e com responsabilidade, podemos montar uma prova que cumpra as normas que a situação de saúde pública exige», declarou, em comunicado. O espaço rural vai permitir às pessoas aceder a grande parte do percurso, garantindo o distanciamento social necessário.

A organização dos AdP é um dos motivos que levou a FTP a escolher a prova de Vila Nova de Famalicão para a atribuição dos títulos nacionais de Duatlo Crosse. Por causa da pandemia, «as organizações obrigam-nos a critérios muito exigentes para a realização de provas e aqui em Famalicão encontramos uma associação que é capaz de rapidamente ter soluções para que todos em segurança possamos voltar a competir, mantendo o elevado nível organizativo», explicou Vasco Rodrigues, presidente da FTP.

As inscrições para a edição estão encerrados. Em 2020, o Duatlo de Famalicão teve cerca de 300 inscrições pagas e são esses atletas que vão ter «garantida a participação na edição de 2021», mencionou Paulo Ruivo. A este número de inscritos juntam-se as inscrições dos federados. «Por isso, só muito próximo da realização da prova, em função das desistências que possam acontecer é que iremos reabrir as inscrições», acrescentou.

O percurso da prova conta com dois segmentos de corrida e no meio com um segmento de BTT. O local de partida e chegada é o mesmo que o das últimas 24horasBTT que foram organizadas no Louro.