Deslocações fora do concelho proibidas na Páscoa

Por determinação do Governo, entre a meia-noite de 9 de abril e a meia-noite de 13 de abril, as pessoas não podem fazer deslocações para fora do concelho da sua residência. O Ministro da Administração Interna clarificou que apenas são justificadas saídas por questões de saúde e trabalho.

Eduardo Cabrita não vê motivos para reforçar as fronteiras durante o período da Páscoa. «Tem sido garantida a manutenção da fronteira aberta durante 24 horas», disse. Haverá monitorização através de drones e o novo decreto governamental de renovação do Estado de Emergência também dá mais poder às autoridades locais, nomeadamente aos polícias municipais.
O Governo prevê exceções para idas ao hospital, menores com residência alternada, assistência à família e atividades profissionais. Contudo, todas as pessoas nesta última situação devem fazer-se acompanhar da declaração. Se houver uma fiscalização por parte das forças de segurança, o agente pode pedir-lhe o documento do empregador para compará-lo com os dados da área de residência que consta do chip do cartão do cidadão e dos registos da carta de condução.