Decorrem até abril as candidaturas ao Prémio Maria José Nogueira Pinto

A 6ª Edição do Prémio Maria José Nogueira Pinto está quase a chegar.

O processo de candidaturas à nova edição do prémio, que visa distinguir o trabalho desenvolvido na área de responsabilidade social em território português, arranca esta quinta feira e prolonga-se até dia 30 de abril.

Desta forma, as entidades que se tenham destacado nesta área poderão submeter os seus projetos no Website do prémio http://www.premiomariajosenogueirapinto.pt/.

Ao Grande Vencedor do Prémio Maria José Nogueira Pinto é atribuído, anualmente, um valor de 10.000€ e a cada uma das Menções Honrosas o valor de 1.000€, com o propósito de incentivar e reconhecer o trabalho desenvolvido por pessoas coletivas, que correspondam ao conceito “socialmente responsável na comunidade em que nos inserimos”, defendido, na sua prática diária, por Maria José Nogueira Pinto.

Em 2017, na 5ª edição de atribuição do Prémio, foram submetidos 94 projetos inovadores de instituições privadas de solidariedade nacionais. “Code Mode” da Santa Casa da Misericórdia de Peso da Régua foi o grande vencedor, apresentando como principal objetivo estimular o gosto das crianças pelas ciências e matemática e promover o desenvolvimento de competências digitais.

O Prémio Maria José Nogueira Pinto, instituído pela MSD, em 2012, visa homenagear e evocar o trabalho desenvolvido por Maria José Nogueira Pinto, em especial, no contexto da responsabilidade social. O Prémio será atribuído no dia 5 de julho de 2018, em cerimónia pública, em local e hora a definir. O Júri é presidido pela Dr.ª Maria de Belém Roseira e constituído por Eng. Anacoreta Correia, Dr.ª Clara Carneiro, Dr.ª Isabel Saraiva, Monsenhor Vítor Feytor Pinto, Dr. Jaime Nogueira Pinto e o Dr. Pedro Marques, em representação da MSD.

Para consultar o regulamento do Prémio e a ficha de candidatura, visite o site.

Famalicão: Hoje há festa de verão e da cerveja em Sezures

Na tarde deste domingo, realiza-se a festa de verão e da cerveja, na Capela de S.Vicente em Sezures, Famalicão.

A iniciativa arranca às 15h com muita animação musical, a começar com grupos de concertinas e a prosseguir com DJ.

Simultaneamente, no mesmo recinto, decorre o primeiro encontro de concertinas.

 

 

 

FC Famalicão perde troféu Teresa Herrera nas grandes penalidades

A equipa do FC Famalicão perdeu, este sábado, o troféu Teresa Herrera, prestigiada competição que, no plano feminino, vai na décima edição.

A equipa famalicense esteve a vencer o RC Deportivo de La Coruña por 2-0, mas a equipa espanhola logrou chegar ao empate que prevaleceu até ao final do tempo regulamentar.

A decisão foi para as grandes penalidades e o Desportivo foi mais certeiro, com vitória 5-3 sobre as famalicenses.

Famalicão: Autarquia conta com equipamento para tratar do novo piso do centro da cidade

Para fazer face a todas as exigências em termos de limpeza do renovado centro urbano, a Câmara Municipal de Famalicão passa a contar com um novo equipamento, um Aspirador Urbano Elétrico.

Numa nota publicada nas redes sociais, a autarquia refere que este é um equipamento amigo do ambiente, com capacidade de armazenamento de 240 litros, apto para lavagens de manchas e sujidade, bem como aspiração de resíduos sólidos de pequena dimensão.

Famalicão: Ana Marinho vence prova em Espanha

Na manhã deste sábado, a atleta da Escola de Atletismo Rosa Oliveira venceu a décima primeira edição da Carreira Pola Praia, na Galiza.

Ana Marinho venceu a geral, cumprindo os 6kms na Praia América à frente de quatrocentos participantes e repete o triunfo da edição anterior.

Ainda da escola joanense Bruna Ortiga venceu em sub-23.

Rosa Oliveira foi a mais rápida entre as veteranas 55.

 

Chuva está de volta na terça-feira

A chuva estará de regresso na próxima terça-feira, avança a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Ainda segundo o IPMA, até quinta-feira as temperaturas em Famalicão não deverão ultrapassar os 28 graus.

Terça-feira será o dia mais fresco da semana, com uma máxima de 22 graus.

Veja a previsão ao detalhe aqui

Continental: Pneus produzidos em Famalicão a partir de garrafas já começaram a ser vendidos

Já começaram a ser comercializados os pneus da Continental, produzidos na unidade de Vila Nova de Famalicão, a partir de garrafas de plástico.

A novidade foi anunciada pela empresa que refere que “desenvolveu a chamada tecnologia ContiRe.Tex, que permite substituir a totalidade do poliéster convencional no pneu e que está em produção em série desde abril de 2022. O novo material de alto desempenho já está disponível em algumas dimensões dos pneus PremiumContact 6 e EcoContact 6”.

Neste tipo de pneus o poliéster utilizado é fabricado a partir de garrafas de água e sumos de plástico PET.