CTT começam mais cedo a emitir vales de pensão

Os CTT começaram emitir e a pagar os vales mais cedo, já a partir do dia 1 de abril. Há também 34 lojas CTT com horário de atendimento alargado, incluindo a de Famalicão, que está aberta das 9h00 às 13h30 e das 14h30 às 17h30. (As lojas CTT têm estado a trabalhar apenas de manhã).

Outra das medidas adotadas pelos CTT tem a ver o pagamento de vales ao domicílio, através do carteiro. Um serviço que os CTT prestam de forma gratuita. A empresa prevê chegar a cerca de 100 mil pensionistas, dos 370 mil que, em todo o país, recebem os vales pelos CTT.

O reforço deste serviço é assegurado pela «rede de carteiros dos CTT, que se mantêm operacionais num espírito hercúleo de proximidade e serviço às populações», lembra a empresa.

Ainda para evitar que os idosos saiam das suas casas, os CTT lembram que os vales são um meio de pagamento endossável; logo, com a assinatura do pensionista no verso do vale e fazendo-se acompanhar do documento de identificação do pensionista e da sua própria identificação é possível que uma terceira pessoa (familiar) proceda ao levantamento ou ao depósito do valor da pensão.

No caso de deixar passar o prazo de validade, que é de um mês, pode pedir, telefonando para os CTT, a substituição do respetivo vale por um novo período de 30 dias, fazendo a troca do mesmo numa loja dos CTT.