Covid-19: Surto em lar de Santo Tirso provocou duas mortes e 45 infetados

O responsável pela comunicação daquele lar no distrito do Porto, Celso Campos, disse que a presença do vírus foi detetada no início de novembro, “quando uma idosa foi hospitalizada devido a uma doença que não a covid-19 e, uma vez testada, acusou positivo”.

Essa idosa, de 90 anos, acrescentou, viria a ser o “primeiro caso mortal na instituição” que, entretanto, já “lamentou outro óbito, de um utente de 92 anos, numa fase mais avançada do mês e que estava também hospitalizado”.

No lar que “acolhe 50 idosos, de momento 21 deles estão positivos, sendo que quatro estão hospitalizados”, e há ainda “24 colaboradores de quarentena, em casa, pelo mesmo motivo”, descreveu Celso Campos.

“Assim que soubemos do caso positivo da idosa hospitalizada testámos todos os utentes e colaboradores do lar”, assinalou o responsável, dando conta que os 21 utentes infetados “desde o desencadear do surto colocados em ala covid, estão, na sua maioria, assintomáticos, e apenas uma pequena parte apresenta sintomas ligeiros”.

Sobre os quatro hospitalizados, Celso Campos disse “estarem estáveis”, tendo salientado que “desde março é a primeira vez que o lar regista casos do novo coronavírus”.