Covid-19: Porque é que a DGS não realizou testes aos utentes de lar de Cavalões que tem um infetado

Tal como a Cidade Hoje avançou em primeira mão, o lar Residência Pratinha, na freguesia de Cavalões, em Famalicão, voltou a ter um caso de Covid-19.

O infetado é um homem de 82, com problemas oncológicos, que realizou o teste ao novo coronavírus na sequência de uma deslocação ao IPO do Porto.

Sabe-se que o idoso, devido a complicações de saúde, não mais chegou a sair do Instituto Português de Oncologia.

Assim que foi conhecido o resultado do teste à Covid-19 as autoridades de saúde contactaram o lar tendo sido testadas todas as colaboradoras daquela instituição.

Apesar de não haver registo casos positivos entre as profissionais de serviço, oito delas foram encaminhadas para casa como medida preventiva.

A Direção Geral da Saúde decidiu, para já, não testar qualquer utente do lar. Esta medida está relacionada com o facto de todos os colaboradores terem dado negativo ao novo coronavírus, e nenhum idoso ter estado em contacto direto com o infetado, uma vez que este se encontrava sempre num quarto que está isolado dos restantes.

A Cidade Hoje sabe também que este foi um dos utentes infetados no início da pandemia, tendo sido dos que teve uma recuperação mais lenta, acabando por ser dos últimos a abandonar o Hospital Militar do Porto onde se manteve em tratamento durante várias semanas.

Most Popular Topics

Editor Picks