Covid-19: País poderá começar a desconfinar na segunda quinzena de março

Um dos indicativos da reunião desta segunda-feira no Infarmed é que haverá condições para começar a desconfinar na segunda quinzena de março. Isto porque já não há concelho a vermelho e a maioria dos concelhos regista uma incidência cumulativa menor do que 120 casos por 100 mil habitantes. Apenas a região de Lisboa apresenta uma incidência entre 120 e 240 casos por cem mil habitantes. É também onde predomina a variante inglesa da covid-19.

Uma das preocupações são os internamentos, que têm vindo a baixar. Nos cuidados intensivos, a maior percentagem de doentes têm entre 60 e 69 anos; as enfermarias são ocupadas maioritariamente por pessoas com mais de 80 anos de idade. O Instituto Ricardo Jorge prevê que a meio de março estejam internados nos cuidados intensivos 239 doentes, o valor recomendado pelos especialistas. Isto para não ser preciso suspender a atividade programada nos hospitais, como cirurgias.

A Direção Geral da Saúde defende que para haver mais impacto na redução nos cuidados intensivos é preciso que a vacinação se alargue a maiores de 50 anos.