Covid-19: Inor de Famalicão muda produção e faz agora material para os hospitais

A Inor, de Calendário, Vila Nova de Famalicão, está a produzir caixas de intubação e extubação para os Hospitais do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, Gaia/Espinho, Penafiel, Santa Maria da Feira e Maternidade Alfredo da Costa.

A empresa, especializada no fabrico e montagem de soluções metálicas para a construção civil, reconverteu parte da produção e está assim a responder às necessidades imediatas do Serviço Nacional de Saúde.

“Fomos desafiados por Ana Paulino, Médica Anestesiologista do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, e não podíamos deixar de corresponder, numa altura em que são cada vez mais os apelos dos profissionais de saúde. Em algumas horas fizemos o protótipo e em três dias iniciámos a produção. Já ascende a mais de meia centena o número de caixas produzidas”, afirma Bruno Costa, administrador.

Neste novo mundo em que hoje inesperadamente vivemos, há empresas que não podem parar para garantir bens essenciais à sociedade e aos famalicenses, em particular. São muitos os que estão a trabalhar para que a economia não pare e que contribuem, desde já, para que a retoma da atividade económica seja uma realidade o mais rápido possível.

Com a máxima proteção da saúde dos seus trabalhadores, estas empresas ajudam também a lutar contra a pandemia. Porque é preciso manter a economia à tona, restaurar a confiança e recolocar o fulgor económico que caracteriza Famalicão..