Covid-19: Escolas podem fechar devido ao aumento de funcionários infetados

É, por enquanto, uma possibilidade remota, mas o aumento de casos de infeção com o SARS-CoV-2 entre os assistentes operacionais das escolas está a preocupar diretores escolares que admitem o encerramento de estabelecimentos caso a situação se agrave.

O presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos de Escolas Públicas (ANDAEP), Filinto Lima, sublinha que as escolas «fazem tudo para não fechar, mas se houver uma vaga poderá ser impossível impedir que tal não aconteça». Em declarações à Lusa, o dirigente recorda que os diretores podem pedir aos assistentes operacionais que estão a trabalhar numa escola para irem temporariamente para outra e, outra solução, passa por reduzir os horários de alguns serviços, como o bar ou a biblioteca, libertando trabalhadores para outros setores.

Outra solução, avança, é recorrer à Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, «que nos apoia, colocando pessoas para colmatar estas ausências pontuais. As escolas têm reservas de recrutamento e podemos ir à lista contratar outros funcionários. Os diretores fazem tudo para evitar chegar a um caso dramático de fechar uma escola» que, do seu ponto de vista, será sempre um caso pontual «e nunca generalizado».

Covid-19: Novo recorde de infetados: 56.426

Portugal bateu um novo recorde diário de infeções pelo novo coronavírus. São 56.426 nas últimas 24 horas e mais 34 mortes.

O Norte é a região que continua a apresentar o maior número de casos: 24.422 novos casos e 10 mortes.

Os internados, em enfermarias, são 2.004 (mais 45) e em UCI há 152 (menos 1).

Famalicão: CIOR reforça dinâmicas de mobilidade no âmbito do Erasmus+

Apesar dos constrangimentos da pandemia, a Escola Profissional CIOR continua a privilegiar a mobilidade dos alunos no âmbito do Programa Erasmus+. Deste modo, seis alunos finalistas do curso Técnico Auxiliar de Farmácia encontram-se a realizar um estágio de dois meses em farmácias na cidade de Gandia, na província de Valência, Espanha, com base numa parceria em vigor entre a CIOR e o IES Tirant Lo Blanc.

Há outro grupo de alunos recém-diplomados pela CIOR, com os cursos de Mecatrónica Automóvel e Animação Sociocultural, que estão a realizar estágios em empresas de Bilbau, Espanha e Malta.

«A todos os alunos da CIOR, no decorrer do seu percurso formativo e mesmo após concluírem os seus cursos, é dada a oportunidade de frequentarem um estágio em prestigiadas empresas e instituições europeias», afirma Paula Pereira, da direção da Escola. Esta responsável refere ainda que estas dinâmicas são extremamente importantes para os alunos se «confrontarem com diferentes contextos profissionais, metodologias, experiências, vivências, capacidade de organização, sentido de responsabilidade e boas práticas/vivências de cidadania europeia».

Ainda no âmbito da mobilidade, cinco professores do Liceul Tehnologic de Electrotehnica Si Telecomunicatii de Constanta, Roménia, encontram-se na CIOR, durante duas semanas, para abordarem aspetos relacionados com métodos de ensino em tempos de pandemia, base de dados para aulas e trabalhos laboratoriais online e impressão 3D.

 

Covid-19: Novo recorde de infetados, 52.549, no dia em que se sabe que quem estiver em isolamento pode ir votar

Portugal registou, esta terça-feira, um novo recorde diário de infetados pelo novo coronavírus. São 52.549 novos casos e 33 mortes.

O Norte volta a ser região o número mais elevado de infeções, com 22.455 casos. Há, ainda, 10 falecimentos.

No que diz respeito aos internamentos, nas enfermarias estão 1959 pessoas (mais quatro); em UCI há 153 doentes (menos 7).

Recorde-se que esta quarta-feira, o Governo decidiu que as pessoas que estiverem em isolamento no dia das eleições legislativas, marcadas para 30 deste mês, vão poder sair para exercer o seu direito de voto. A informação foi avançada pela ministra Francisca Van Dunem em conferência de imprensa realizada ao início da tarde.

 

Famalicão: Hospital dá formação sobre o parto

O serviço de Obstetrícia do Centro Hospitalar do Médio Ave organizou uma formação denominada “Parir em movimento – anatomia funcional do parto fisiológico”, na qual participaram 30 profissionais de saúde, entre eles médicos obstetras, enfermeiros especialistas e uma fisioterapeuta.

O evento «dinâmico, prático e sensorial» teve a duração de 21 horas, e decorreu nos dias 11, 12 e 13 de janeiro, na Casa do Território.

A instituição quis promover a proximidade, reforçar a interação e uniformizar a linguagem no que diz respeito ao cuidado humanizado no parto. Pretendeu dotar os profissionais de conhecimentos relativos à mobilidade da pelve, à importância do movimento durante o trabalho de parto e a liberdade de escolha pela mulher da melhor posição para parir com o mínimo de intervenção possível. Desta forma, esta formação veio cimentar a transformação que está em curso no Serviço de Obstetrícia do CHMA, em direção à humanização do parto.

Para dar este curso foram convidados quatro enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia dos ACES de Famalicão, Santo Tirso e Trofa.

Uma das convidadas foi a catalã Núria Vives, que é licenciada em Pedagogia pela Universidade Autónoma de Barcelona e pela Universidade La Sorbonne, de Paris e terapeuta Psicomotora, pela Universidade Central de Barcelona. Núria é também membro do Sensory Awareness Leaders Guild. Estuda e colabora com Blandine Calais-Germain há trinta e cinco anos, com quem escreveu o livro “Parir en Movimiento” e participa, desde 2007, na implementação dos novos protocolos de “Estrategia de Atención al Parto Normal”, do Ministério da Saúde espanhol e em diferentes comunidades e hospitais de Espanha.

O CHMA pretende continuar a incentivar a formação dos seus profissionais, sendo que no ano de 2022 estão previstas, ainda no 1º semestre, mais duas formações para os mesmos.

Famalicão: DIGNAmente é o novo projeto da Clínica Marca da Mente

A Clínica Marca da Mente destaca-se, mais uma vez, pela diversidade de serviços e pela inovação na assistência que disponibiliza à comunidade.

É neste sentido e de forma a apoiar as famílias que tenham idosos a seu cargo e que já não conseguem individualmente prestar o auxílio e as condições convenientes ao avanço da idade, que o novo Projeto DIGNAmente encontra o seu propósito.

Assim, comprometemo-nos a apoiar na definição de soluções viáveis e adequadas ao perfil do idoso e da sua família, facultando aconselhamento e orientação mas, essencialmente, uma resposta concreta com base nas suas necessidades e expectativas.

Para que isto seja possível contamos com a colaboração de entidades parceiras que partilham do mesmo interesse – melhor qualidade de vida para os seniores.

Se efetivamente procura ajuda especializada para melhor encaminhar o processo de envelhecimento do seu familiar, irá descobrir na Clínica Marca da Mente uma profissional com larga experiência na área, com um vasto currículo de trabalho com idosos, famílias e de gestão técnica em contexto institucional.

Mais uma vez, estamos aqui para o servir.

Famalicão: Covid-19 na equipa da Transdev provoca cancelamento de viagens

Algumas viagens realizadas pela Transdev, no concelho de Vila Nova de Famalicão, não estão a ser realizadas.

Ao que a Cidade Hoje conseguiu apurar, na origem do problema está o número de profissionais da transportadora infetados com a Covid-19.

Apesar de tudo, a empresa continua a fazer todos os esforços para garantir que o serviço seja prestado sem prejuízo para os seus utilizadores.