Contactless já é solução de pagamento diária para 89% dos portugueses

Segundo o Barómetro Europeu do Consumo, 89% dos portugueses confia os seus pagamentos diários à tecnologia contactless, uma percentagem que está muito acima dos 56% que se registavam no período pré-pandemia.

Mais seguros, higiénicos e rápidos do que os tradicionais pagamentos com dinheiro físico, os pagamentos contactless ganharam força no início da pandemia como uma forma de ajudar a travar os contágios e até foram alvo de promoção por parte do governo e do Banco de Portugal (BdP) que incentivaram a sua utilização e, inclusive, aumentaram, o BdP no caso, o valor máximo por transação através de cartão contactless de 20€ para 50€ sem que para isso fosse necessário inserir o PIN.

Ainda a respeito da alteração do valor máximo por transação, soube-se recentemente que a Autoridade Bancária Europeia (EBA, na sigla em inglês) está a discutir a possibilidade de subir este limite máximo de 50€ sem, contudo, ter sido especificado um valor.

Se os dados são sobejamente positivos em relação à penetração do contactless em Portugal, além-fronteiras, o cenário que este barómetro traça é ainda mais favorável: 73% dos inquiridos refere que as soluções contactless já faziam parte da sua vida antes da pandemia. Na liderança deste ranking de “aceitação do contactless” a nível europeu, os britânicos lideram (88%), seguidos pelos suecos (82%) e checos (81%).

No cômputo geral, 46% dos europeus considera que a pandemia é o cenário que melhor representa o contactless, já que tornou necessária uma vida com mais distanciamento, e neste particular os portugueses (62%) e os italianos (60%) são os que mais concordaram com esta ideia.

O relatório verifica ainda que 37% dos europeus associa contactless a pagamentos, 35% a comunicações virtuais e 33% a teletrabalho.

Embora seja o país menos positivo relativamente à vida contactless, Portugal está entre os países que mais confiam na expansão deste tipo de soluções e tecnologias. A situação é idêntica quando se questionou os consumidores europeus sobre quais as entidades responsáveis por controlar a evolução do contactless. 61% dos europeus responderam confiar tanto nas empresas como nos próprios cidadãos, 57% confia nas autoridades locais e 54% nos governos.

Percentagens que ficam bem abaixo dos portugueses que revelaram níveis de confiança de 68% nas autoridades locais, 67% nas empresas, 66% no governo e 64% nos concidadãos.

Os dados tornados públicos pelo Barómetro Europeu Consumo acabam por complementar as informações constantes do mais recente Relatório dos Sistemas de Pagamentos, relativo ao ano de 2020, publicado pelo Banco de Portugal.

Num ano quase inteiramente marcado pela pandemia, os hábitos de consumo dos portugueses alteraram-se de forma drástica e a face mais visível disso foi o crescimento das compras online em 32,3% face a 2019 e dos pagamentos contactless que dispararam 163% e representam agora mais de um terço de todos os pagamentos feitos com cartão.

Este crescimento exponencial do número de operações realizadas com recurso a esta tecnologia foi acompanhado de um aumento ainda mais significativo no valor transacionado, que acabou o ano com +271% face a 2019 e já contando com o fator “aumento do valor máximo por transação contactless”.

Feitas as contas, no final de 2020, cerca de 32% das compras realizadas em terminais de pagamento foram feitas com cartões “contactless” e 19,4% do valor transacionado foi feito com recurso a esta tecnologia. No início de 2020, antes da pandemia, os pagamentos com “contactless” representavam cerca de 8% do total.

Peso do contactless na faturação dos negócios portugueses bate recordes no desconfinamento

Este crescimento parece estar para continuar. A autêntica revolução que está a ser levada a cabo pelo contactless a nível dos pagamentos atingiu, no início do processo de desconfinamento, valores recordes no que toca ao seu peso na faturação dos negócios portugueses.

De acordo com os dados do último relatório REDUNIQ Insights, solução de conhecimento da REDUNIQ, o peso dos pagamentos contactless na faturação dos negócios portugueses passou de 10,55% no início de março de 2020, para 42% em março de 2021, uma percentagem que contrasta com os 4% de janeiro de 2019 ou os 10% de janeiro de 2020.

Como explica o relatório, o contactless continua a aumentar a sua penetração de forma sustentada, tendo ultrapassado no 1º Trimestre de 2021 (em confinamento) o patamar dos 40% (4x mais do que no período homólogo de 2020 e cerca de 10x mais do que em 2019).

Esta trajetória de crescimento estendeu-se ao valor médio gasto pelo consumidor em cada transação que passou de 14,69€ em março de 2020 para mais de 35€ um ano depois.

Somados todos os dados que viemos a apresentar, é seguro dizer que o contactless é já um fator decisivo para os consumidores portugueses na hora de pagarem os seus bens e serviços, o que leva, consequentemente, à necessidade do sistema retalhista nacional de dotar os seus negócios desta tecnologia.

Neste domínio, a REDUNIQ, marca especialista em soluções de pagamento, pode desempenhar um papel determinante.

Desde soluções TPA simples, para aceitar pagamentos por cartão , até um terminal de pagamento automático mais completo que, para além de pagamentos por contactless, lhe permite desenvolver apps à sua medida, com a REDUNIQ torna-se simples e acessível a qualquer negócio passar a aceitar pagamentos por cartão, smartphone ou smartwatch por TPA Contactless e, assim, aproximar-se das necessidades do consumidor atual.

 

Bons adjetivos para usar em um currículo

O seu Currículo é apelativo? O seu CV tem um único objetivo: convencer um recrutador a chamar você para uma entrevista. Simples, não é? Nem por isso!

A verdade é que redigir um bom currículo exige algum conhecimento, alguma arte e alguma criatividade.

A forma como escreve pode fazer – e vai fazer – toda a diferença! Porque, mesmo que muitos recrutadores não o admitam, a verdade é que um CV tem de transmitir emoção! Paixão, entusiasmo, vontade.

Uma empresa normalmente recebe 250 currículos para cada vaga. Se um recrutador dedicasse cinco minutos a analisar cada CV detalhadamente, precisaria de mais de 20 horas para essa tarefa. Como pode calcular, tem de fazer alguma coisa para que o seu currículo se destaque.

Uma boa forma de destacar o seu CV é criar um texto apelativo. É justamente para isso que existem os adjetivos!

Use adjetivos mas com conta, peso e medida!

Usar adjetivos num texto envolve certos cuidados. Fique com algumas dicas:

  1. Evite cair na tentação de usar adjetivos em demasia. Dois ou três adjetivos será o suficiente na maioria dos casos. Menos é mais!
  2. Use os seus adjetivos para evidenciar de alguma forma aquilo que tem como pontos fortes: as suas competências, funções que desempenhou ou lugares onde trabalhou que sejam dignos de maior destaque.
  3. Evite adjetivos muito excessivos: é sempre bom usar de alguma contenção, mesmo falando de adjetivos. Evite ser muito exuberante, a menos que o seu CV seja destinado a uma área em que isso seja uma mais-valia.
  4. Analise com algum cuidado as palavras, para evitar as que possam ter um sentido diferente do que pretendia ou que causem mal-entendidos.
  5. Evite usar lugares comuns, “clichés” e palavras que se banalizaram.
  6. Não seja presunçoso a descrever-se a si mesmo. Alguns adjetivos podem virar-se contra si.

Para poder ajudar e inspirar a tornar o seu próprio CV, deixo-lhe tem uma lista de adjetivos que pode usar no seu currículo, agrupados por tópicos:

Adjetivos para descrição de pensamento analítico/ crítico:

  • Astuto
  • Perceptivo
  • Lógico
  • Prático
  • Metódico
  • Meticuloso
  • Minucioso
  • Objetivo
  • Analítico

Adjetivos para demonstração de criatividade e inovação:

  • Fluente
  • Qualificado
  • Progressivo
  • Sofisticado
  • Robusto
  • Imaginativo

Adjetivos para mostrar eficácia e eficiência:

  • Significativo
  • Proficiente
  • Especialista
  • Influente
  • Eficaz
  • Competente
  • Persistente

Adjetivos para mostrar entusiasmo:

  • Comprometido
  • Apaixonado
  • Determinado
  • Genuíno
  • Entusiástico
  • Espirituoso
  • Dedicado
  • Energético

Adjetivos para descrever qualidades de trabalho:

  • Alerta
  • Estudioso
  • Concentrado
  • Incansável
  • Motivado
  • Detalhado
  • Sistemático
  • Estruturado
  • Ordenado

Adjetivos para demonstrar confiança:

  • Confiável
  • Preciso
  • Consistente
  • Metódico
  • Pontual
  • Leal
  • Disciplinado
  • Resiliente
  • Diligente

Adjetivos para descrever aptidões de trabalho em equipa e comunicação:

  • Amável
  • Coerente
  • Cortês
  • Harmonioso
  • Coeso
  • Articulado
  • Consciente
  • Persuasivo
  • Encantador
  • Cordial
  • Cooperativo
  • Diplomático
  • Respeitoso
  • Positivo

Adjetivos para definir versatilidade:

  • Adaptável
  • Flexível
  • Ágil
  • Multifacetado
  • Abrangente
  • Versátil

Por fim, há outros adjetivos e palavras que é bom evitar. Exemplos.

  • Mega
  • Super
  • Hiper
  • Inovador
  • Autoridade
  • Nível mundial
  • Guru
  • Honesto
  • Criativo

Espero que esta lista de adjetivos lhe possa ser útil na hora de tornar o seu currículo mais apelativo. E você, tem outras sugestões de adjetivos para adicionar à nossa lista?

Esperio: O sofrimento da Apple está a soar alarmes para o mercado

O futuro de Wall Street está a patinar no gelo fino e agarrado à última força que tem depois do principal indicador de mercado amplo do S&P 500 atingir os seus níveis mais baixos em quase dois anos, em cerca de 3.600 pontos. A última vez que esses níveis foram atingidos foi em novembro de 2020, mas é improvável que o clima de baixa se esgote em breve.

A pesquisa de clima de negócios Ifo da Alemanha mostrou que fabricantes, construtores, atacadistas e varejistas esperam um declínio económico significativo nos próximos seis meses. O índice caiu para 84,3 pontos após 88,6 pontos há um mês, em comparação com 86,3 em junho de 2020 e 79,7 pontos em maio de 2020. A confiança do consumidor em Itália está em 94,8 pontos contra 94,3 em seu ponto mais baixo do surto de COVID-19. Há exemplos mais tristes, como a taxa semelhante para o sentimento dos consumidores franceses, que agora está em 79 pontos, o pior dos últimos 50 anos.

Do outro lado do Atlântico, os valores nominais de indicadores semelhantes de saúde económica parecem ser melhores, mas os planos inequívocos da Federal Reserve (Fed) de despejar a procura do consumidor e a oferta de dinheiro elevando as taxas de juros podem contribuir muito para a recessão medos. Nesse aspecto, os Estados Unidos quase inevitavelmente acompanham as tendências europeias, embora os EUA parecem estar mais protegidos contra problemas de fornecimento de energia. A maioria das empresas com raízes nos EUA é muito dependente dos seus consumidores nos EUA, na Europa e em todo o mundo.

As ações da Apple, que são frequentemente usadas por muitos investidores como ativos quase portos-seguros, caíram cerca de 4% após o expediente na terça-feira, após relatos de que a gigante de tecnologia mais valiosa do mundo adiou o seu plano de aumentar a produção dos seus novos iPhones 14 em preços abaixo do esperado. – procura esperada.

A Bloomberg disse que a Apple disse a seus fornecedores que reduzissem os esforços para aumentar a montagem do seu principal produto em seis milhões de unidades pelo resto do ano.

A própria investigação da empresa sobre a desaceleração da procura foi o motivo, enquanto a marca icónica espera que enfrente um aumento nos pedidos, já que a Apple ordenou anteriormente que os seus fornecedores se preparem para um aumento de 7% na produção. Muitos consumidores não estão a ver uma diferença tão grande entre os principais modelos iPhone 14 e iPhone 13 e, portanto, não estão a atualizar para os modelos mais recentes, o que significa que estão a economizar dinheiro enquanto tentam lidar com o aumento geral do custo de vida.

“As próximas 3-5 semanas continuarão a ser críticas para determinar a força do ciclo do iPhone 14, já que a cadeia de suprimentos recebe feedback adicional da procura do iPhone desde o início do período pós-lançamento”, disseram analistas do Morgan Stanley a seus clientes em nota. Os analistas da Esperio veem um sinal de fraqueza à medida que outro segmento de mercado se soma a alertas substanciais sobre uma redução nos volumes de transporte físico feitos recentemente pela gigante FedEx e sobre a retomada do gargalo nas entregas de componentes pela montadora Ford este mês. Parece que os investidores têm cada vez mais motivos para observar cada um de seus passos em vez de olhar para cima.

Alex Boltyan, senior analyst of Esperio company

Millennials: a geração com maior peso no mercado das apostas online

O crescimento do setor das apostas online está certamente relacionado com o número de millennials que se têm registado em casas de apostas online nos últimos tempos, já que esta é atualmente a geração com maior peso no mercado das apostas Portugal.

A verdade é que atualmente a prática de jogos e apostas está ainda mais facilmente disponível e é possível fazê-lo legalmente através de vários canais online.

O mercado de apostas online em Portugal

Atualmente em Portugal existem 15 entidades portuguesas licenciadas para exercerem a exploração de jogos e apostas, sendo exatamente as mesmas relativas ao mesmo período do ano anterior.

A casa de apostas Solverde.pt é uma dessas 15 entidades autorizadas. Pertencente ao Grupo Solverde, esta reforçou a sua presença online quando em 2020 lançou as apostas desportivas online.

Desde o início tem vindo a alargar o seu catálogo de jogos de casino e recentemente ultrapassou a marca inédita dos 1500 jogos, tendo assim passado a ser considerado o maior casino online em Portugal.

Fatores como estes contribuem para o crescimento do mercado de apostas online em Portugal e coincidem com os números revelados pelo Serviços de Regulação e Inspeção de Jogos do Turismo de Portugal no seu mais recente relatório.

No segundo trimestre de 2022, de acordo com o último relatório de registo de atividade de jogo online em Portugal, esta indústria gerou aproximadamente 146,4 milhões de euros, dos quais 55,8% resultam de apostas em jogos de casino online e 44,2% de apostas desportivas.

Geração Milennial é a que mais aposta em Portugal

Do mesmo relatório, sabe-se que durante o segundo trimestre e no conjunto das 15 entidades que exploram jogos e apostas online, surgiram 165,8 mil novos registos de jogadores, e que a maioria dos jogadores agora registados são pessoas com idades compreendidas entre os 25 e os 44 anos, representando cerca de 60% do total de jogadores registados.

Ainda da análise do relatório conclui-se que cerca 80% do total de jogadores registados possui idade inferior a 45 anos.

Constata-se que, apesar de este ser um fenómeno transversal a todas as faixas etárias a partir dos 18 anos, as gerações mais jovens são as que mais jogam online. Contudo, os dados não contabilizam o peso financeiro de cada faixa etária sobre este sector.

A análise do relatório revela ainda um decréscimo do número de elementos registados à medida que a faixa etária aumenta.

Durante o segundo semestre do ano, observou-se a prática de jogo – o que significa a realização do mínimo de uma aposta em jogos de casino online ou em apostas desportivas à cota online – em 716 mil jogadores, menos 43,7 mil quando comparado com o primeiro trimestre do ano, resultado da diminuição do número de jogadores em apostas desportivas (menos 61,2 mil que no anterior trimestre).

Desse número de apostas, 29,6% foram feitas direcionadas para eventos desportivos enquanto 34,2% foram feitas em jogos de casino online.

Os restantes (36,2%) apostaram em ambas as modalidades. Apesar da proximidade dos números, denota-se a superioridade dos jogos de casinos online no que toca aos investimentos concretizados pelos jogadores.

Isto explica também o porquê de os millennials corresponderem à geração com maior peso no mercado das apostas online, já que esta é a geração que testemunhou o desenvolvimento e o avanço da tecnologia e é conhecida por estar conectada ao digital 24 horas por dia.

Naturalmente que, estando mais habituadas à internet, tendem a usufruir do que esta dispõe, quer seja para obter informação ou lazer. Assim, os seus conhecimentos e a sua vontade de descoberta permitem-lhes chegar às casas de apostas online em Portugal.

Vitaminas essenciais para melhorar a visão

Vitaminas essenciais para melhorar a visão A saúde dos olhos é uma das mais importantes prioridades de saúde que devemos ter. Afinal, a visão é um dos nossos principais sentidos e ajuda a interagir com o mundo à nossa volta.

Por isso, é importante ingerir os nutrientes adequados para manter a saúde ocular em dia, mesmo que use óculos ou lentes de contacto.

Uma dieta balanceada e rica em nutrientes essenciais pode ajudar a melhorar a visão e prevenir doenças oculares. Alguns alimentos são especialmente benéficos para a saúde dos olhos, como os frutos cítricos, o tomate, os brócolos, os ovos, o peixe e até o café.

  • Os frutos cítricos, por exemplo, são ricos em vitamina C, um nutriente importante para a saúde ocular. A vitamina C é um antioxidante que ajuda a proteger os olhos dos danos causados pelos radicais livres. Além disso, a vitamina C também pode ajudar a prevenir a degeneração macular, uma condição que pode levar à perda da visão.
  • O tomate também é rico em vitamina C, além de outros nutrientes importantes para a saúde ocular, como a vitamina A e o licopeno. O licopeno é um antioxidante que pode ajudar a reduzir o risco de doenças oculares, como cataratas e degeneração macular.
  • Os brócolos e as nozes também são uma excelente fonte de nutrientes para a saúde ocular. Além da vitamina C, os brócolos também contêm vitamina E e beta-caroteno. A vitamina E é um antioxidante que pode ajudar a proteger os olhos dos danos causados pelos radicais livres. O beta-caroteno é convertido em vitamina A no organismo e também pode ajudar a prevenir a degeneração macular.
  • Os ovos e os espinafres são uma ótima fonte de nutrientes para a saúde ocular, como a vitamina A, a luteína e a zeaxantina. A vitamina A é necessária para a saúde da retina. A luteína e a zeaxantina são antioxidantes que podem ajudar a proteger os olhos dos danos causados pelos radicais livres e prevenir a degeneração macular.
  • Os peixes são uma ótima fonte de nutrientes para a saúde ocular, como o ômega-3. O ômega-3 é um tipo de gordura que pode ajudar a manter a saúde da retina. Alguns estudos também sugerem que o ômega-3 pode ajudar a prevenir a degeneração macular. Os frutos do mar são também uma boa fonte de ômega-3.
  • O café também pode ser bom para os olhos. Alguns estudos sugerem que o café pode diminuir o risco de degeneração macular.

A Vitamina A, a Vitamina C, a Vitamina E, a Luteína, a Zeaxantina e o Ácido Fólico são importantes para a saúde dos olhos. Comer uma dieta rica em frutas, legumes e cereais integrais pode ajudar a manter a saúde dos olhos.

Além dos alimentos, é importante beber bastante água. A água ajuda a manter os olhos hidratados e saudáveis. Também é importante evitar o excesso de luz brilhante e proteger os olhos do sol. Usar óculos de sol pode ajudar a proteger os olhos dos raios UV nocivos.

Se você tem problemas de visão, consulte um oftalmologista para receber o tratamento adequado.

Se os problemas de visão não forem tratados, podem levar a danos permanentes nos olhos.

Empresa famalicense Primor celebra o Dia Internacional do Bacon

No próximo sábado, a Primor vai Celebrar o Dia Internacional do Bacon com uma parceria com o Zenith Brunch & Cocktails.

A parceria resultou no desenvolvimento de uma receita única, pelo chef do Zenith Brunch&Cocktails, que estará apenas disponível neste dia, das 9 às 19 horas.

A Sweet and Savory Bacon Toast é preparada com bacon tipo inglês Primor, um bacon premium com um corte especial e uma pequena parte da barriga pelo que tem uma grande percentagem de carne magra. Depois de caramelizado com Maple Syrup e associado a ingredientes que lhe conferem um perfeito balanço entre o doce e o salgado, surge uma combinação de sabores e texturas surpreendentes. O Gelado de Bacon, uma edição limitada de verão, desenvolvida em parceria com os Gelados Neveiros, é o toque especial que torna esta tosta ainda mais irresistível

Este menu será degustado, por vários parceiros, a partir das 16 horas, no Zenith Porto, na Praça de Carlos Alberto.

A loja de animais Portuguesa com vendas online à mais de 15 anos, é do Norte

São imensas as lojas de animais com vendas na internet, mas a realidade é que, nós portugueses, ficamos mais tranquilos quando fazemos compras em lojas online que sejam nacionais. É fácil perceber as vantagens nisso: entregas mais rápidas, credibilidade da loja, muitas vezes melhor qualidade dos artigos, entre outras. Por isso, ficamos muito contentes e orgulhosos de perceber que uma das lojas de animais mais antiga, a atuar na área dos pets com vendas online, é nacional e é do Norte, ‘carago’! Queres saber qual é?

Conhece agora a loja de animais mais antiga nas vendas online, que é Portuguesa e do Norte

A loja de animais Telecão, com sede em Rio Tinto há 20 anos, atua no mercado das vendas pela internet, de artigos para animais de estimação, há mais de 15 anos. A vasta experiência que têm no comércio online para pets permite que a Telecão tenha uma grande lista de clientes que preferem comprar o que os seus amiguinhos de quatro patas precisam, através da internet.

A Pet shop online telecao.pt tem uma grande variedade de produtos para cães e gatos, desde ração para cães, comida para gato, arranhadores para gatos, casota para cães, coleiras, trelas, caixas de areia para gatos, cama para cães, desparasitantes, brinquedos para cães e gatos, transportadoras e muito mais.

Hoje em dia, a maioria das famílias têm um animal de estimação e as estatísticas comprovam que, após a pandemia, as famílias com pets aumentaram. Os gastos com comida e acessórios para os nossos animais de estimação são mensais, por isso as lojas online para animais têm se tornado, cada vez mais, uma forma de poupar alguns euros, porque conseguimos melhores preços e mais vezes encontramos descontos.

Por esses motivos, a loja de animais Telecão especializou-se em cuidar bem dos compradores online e têm um programa de fidelização com pontos que se convertem em descontos.

Em termos de marcas, que a pet shop Telecão comercializa online, podemos encontrar Royal Canin, Purina, Pro Plan, Advance, Specific, Taste of the Wild entre outras. Estas são marcas que têm resultados comprovados no bem estar e na saúde dos nossos animais de estimação.

Vantagens de comprar na loja de animais online:

  1. Mais tempo com o nosso pet
  2. Economizar combustível
  3. Conveniência
  4. Variedade
  5. Mais descontos

Aproveite estes benefícios por conheceres a pet shop Telecão aqui.