Começou a Missão Humanitária: Famalicenses já aterraram na Guiné

O primeiro grupo de voluntários da Humanitave já chegou ao destino, Guiné Bissau. Por lá, os 8 elementos da foto devem-se manter até dia 13 de Julho para darem lugar ao segundo grupo, constituído por outros 7 voluntários.

A viagem correu tal como previsto, sem contratempos e com toga a bagagem intacta.

As próximas horas serão de descanso e de preparação para o primeiro dia de trabalho na região de Bigene.

 

Famalicão: Humanitave cria programa de rádio na Guiné-Bissau

A HumanitAVE ONGD – Associação de Emergência Humanitária – Organização Não Governamental para o Desenvolvimento – está na Guiné-Bissau em mais uma missão, centrada na área da saúde e cuidados médicos.

Esta quinta-feira, em parceria com a Rádio Comunitária de Bigene, lançou o programa “Terra Sabi” que vai ao encontro do novo protocolo de cooperação celebrado recentemente com esta rádio.

Este protocolo visa estabelecer parcerias para promoção da melhoria da qualidade de vida da comunidade, centrando-se, por exemplo, em áreas como transmissão dos direitos e deveres do cidadão; igualdade de género e defesa do direito das mulheres; discussão de problemas nacionais; respeito pela diversidade étnica; igualdade de acesso à informação; divulgação de notícias locais como ferramentas construtivas para o desenvolvimento local e regional.

Esta é, assume a HumanitAVE, uma forma de garantir o exercício eficaz dos direitos sociais básicos para todos, independentemente das suas possibilidades económicas ou da sua condição social. «Pretendemos com este programa aproximar a população, desmistificar alguns mitos e quebrar barreiras de informação», esclarece a associação famalicense.

Famalicão: Humanitave prepara formação de professores para aulas de português na Guiné-Bissau

No Dia Mundial da Língua Portuguesa, que se assinala esta quarta-feira, a HumanitAVE- Associação de Emergência Humanitária, com sede na freguesia de Pedome, anuncia que já prepara a formação de professores guineenses para a disciplina de Português.

Esta formação vai decorrer no próximo Verão, tendo por objetivo «difundir e aprofundar a língua materna nestas comunidades, de forma a chegar a um maior número de pessoas e, com isso, reduzir desigualdades na educação de muitas crianças» da Guiné-Bissau, escreve a associação famalicense nas redes sociais.

A HumanitAVE, reconhecida como ONGD – Organização Não Governamental para o Desenvolvimento, tem realizado várias missões humanitárias na Guiné-Bissau.

Resumo do dia 4: Famalicenses em missão humanitária na Guiné Bissau

Continuam a bom ritmo os trabalhos dos voluntários famalicenses da Humanitave na Guiné Bissau.

A equipa, para além de estar a equipar uma escola, quer dar mais alegrias aos jovens guineenses com a construção de um parque infantil

Tal só tem sido possível graças aos conhecimentos de um dos voluntários que levou na bagagem algum material para o apoio necessário a esta construção.

Com a junção de algumas madeiras e pneus o parque começa a ganhar forma.

O resultado final será dado a conhecer em breve.

Resumo do dia 3: Famalicenses em missão humanitária na Guiné Bissau

Prossegue a missão humanitária dos voluntários famalicenses na Guiné Bissau. Este terceiro dia foi de emoções fortes. A equipa da Humanitave foi até à região Pundam, à inauguração da escola que ajudaram a reconstruir com uma angariação de fundos que fizeram Portugal.

 

Era uma vez um livro que se vestiu de palavras e ilustrações… um livro nascido de/e para uma causa, impregnado de AMOR INCONDICIONAL, ensinamentos e aprendizagens, de partilha e paixão. A venda desse livro foi de encontro ao sonho da HumanitAVE, que era reconstruir uma escola em Pundam, na Guiné Bissau.

O sonho tornou-se realidade e hoje foi a inauguração da nova Escola!

Eterna Gratidão a todos os que participaram neste grandioso projeto, desde os mentores do mesmo, passando pelos escritores e ilustradores e terminando naqueles que adquiriram o livro e que ofereceram material escolar e didático para os meninos que vão frequentar esta Escola. JUNTOS SOMOS MAIS FORTES! Não há melhor recompensa do que o SORRISO de cada criança!

Obrigada a todos!

A equipa Humanitave

A missão continua até perto do final deste mês. Acompanhe tudo nas plataformas na internet da Cidade Hoje e esta quinta-feira na emissão da rádio, no espaço “Rede Solidária” para ouvir depois das 11h00.

Resumo do dia 2: Famalicenses em Missão Humanitária na Guiné Bissau

Segue a bom ritmo a missão humanitária dos famalicenses da Humanitave na Guiné Bissau. O segundo dia de trabalho foi dedicado aos professores daquela, durante uma boa parte do dia estes docentes receberam formação por parte dos colegas portugueses.

As crianças também mereceram a atenção por parte da equipa da Humanitave. Alguns voluntários, com formação especializada para lidar com os jovens, desenvolveram uma série de jogos recreativos e didáticos.

“Foi um dia cansativo mas bastante produtivo. A semana promete!” escreveram os voluntários na página do facebook da associação.

https://www.facebook.com/HumanitAVE/posts/2222625857844974?__xts__%5B0%5D=68.ARCqPikdoMyQlBVyQ8T2GJw-k2kuTAkDIkWWm-YDPBqoubA3zlhV2Z_ZXaOMSAAHCl1RKce-vspT6dEqJgWmMGts10DDbXl-3Y-ZuNtZR3CY7A2v44qeEkzovwUluS7JNfbt5tAtvKcMfV9Hpe6JCBb1F3rLmesXshkbmlQ6FfP7Qbv4lS1FvVbGkHcfDdOpbobojoFjxmGEy_yrUGpmLpAbkLLfvImRRyhzz7yPXWHo9SZHw3xFqTVVsVbSoqF_4wHnnhqbXcWa-NfwcbB2e980Zr7dO_lzHBLyv59_Apmv2CcvynsUufmfdoMrz9CemTCx0ZirMHs2vqUs4Tlsqvfig0dw&__tn__=-R

Resumo do dia 1: Famalicenses em Missão Humanitária na Guiné Bissau

O primeiro dia da nossa missão começou com o melhor do nosso mundo – as crianças! Tivemos oportunidade de passar no orfanato Casa Emanuel em Bissau, onde oferecemos bens alimentares, kits escolares, kits de menstruação, bolas, vestidos e desenvolvemos algumas atividades lúdicas com as crianças.

O resultado está à vista… o sorriso destas crianças diz tudo! A simplicidade e a humildade destes meninos e meninas contagiou-nos de tal forma que saímos de coração cheio!

Palavras para quê? As imagens dizem tudo. Juntos por um mundo melhor!

A equipa da Humanitave