Cineclube abre 2019 com uma reflexão sobre a eleição de Donald Trump

Cineclube abre 2019 com uma reflexão sobre a eleição de Donald Trump

No dia 3 de janeiro, “Fahrenheit 11/9”, de Michael Moore, abre a programação do Cineclube de Joane para 2019. Com argumento e realização do polémico documentarista norte-americano, este filme é uma reflexão sobre a inesperada eleição de Donald Trump. Moore tenta responder ao porquê dos norte-americanos se terem colocado nesta situação, sugerindo o que poderá ser feito para a mudar. Estreado no Festival de Cinema de Toronto, 14 anos depois da estreia de outro documentário de Moore, a “Fahrenheit 9/11” (que aludia ao 11 de setembro de 2001), o realizador faz uma referência clara e provocadora, à data em que, no ano de 2016, Trump se tornou Presidente dos EUA.

A programação do Cineclube prossegue, no dia 10, com a exibição do filme “Que o diabo nos carregue”, de Jean-Claude Brisseau, e no dia 17, com “Shoplifters: uma família de pequenos ladrões”, de Hirokazu Koreeda.

Para o dia 24 de janeiro está agendado o filme “Ivan O Terrível”, de Serguei Eisenstein, e, por fim, no dia 31, “Dogman”, de Matteo Garrone, o realizador de “Reality” e “Gomorra”.

As sessões decorrem a partir das 21h45, no pequeno auditório da Casa das Artes.

Most Popular Topics

Editor Picks