Chefe Renato Cunha fecha Ferrugem e desafia colegas a fazerem o mesmo

O Restaurante Ferrugem, na Portela, vai fechar preventivamente e o Chefe Renato Cunha desafia os colegas cozinheiros a adoptarem a mesma atitude.

Face à pandemia global do coronavírus, declarada pela OMS, e após reunião com toda a equipa, Renato Cunha decidiu o encerramento temporário do Ferrugem até ao dia 23 de março. Em texto publicado no Facebook, o chefe assume esta decisão como voluntária, unilateral e de carácter preventivo, «num momento em que se impõe uma consciência coletiva e de grande responsabilidade social».

Renato Cunha reconhece o momento difícil que se vive e escreve que, «apesar do Governo Português não ter demonstrado ontem essa coragem, espero, muito sinceramente, que os meus colegas cozinheiros e/ou restauradores, adotem a mesma decisão, determinando o encerramento coletivo de todos os espaços de restauração e bebidas em Portugal. É hora de agir», pede Renato Cunha, responsável de um dos restaurantes de referência no contexto nacional.

Depois, finaliza, «cuidaremos das feridas emocionais e económicas e encontraremos uma estratégia concertada para a recuperação do setor em Portugal».