Chama-se BOB, é um supercomputador e está em Oliveira Santa Maria

Chama-se BOB, é um supercomputador e está em Oliveira Santa Maria

O primeiro supercomputador português está instalado em Oliveira Santa Maria. O objetivo é aumentar a performance de computação do país em cerca de 10 vezes, graças a uma capacidade de memória de 266 TBytes, 1PByte de capacidade de armazenamento e 1 PFlop de capacidade de cálculo. Inclui 800 nós de computação.

Chama-se BOB e foi inaugurado esta sexta-feira, pelo Ministro para a Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor. Fica instalado no datacenter da REN, que é gerido pela REN e pela NOS.

«Estamos hoje aqui a construir o futuro», registou o governante, salientando que já está operacional, quando há dois anos era dito que seria impossível na Europa. A persistência tem a ver, disse o ministro, com «a ambição de ter o melhor que se faz no mundo ao nível dos sistemas que emergem ao nível da computação avançada e do processamento de dados».

O novo equipamento vai dar suporte às atividades do Minho Advanced Computing Centre, da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), que é quem vai gerir a infraestrutura, em parceria com a Universidade do Minho.

Este é o primeiro computador a funcionar mas está prevista a chegada de um segundo computador, o Deucalion, até final de 2020, em resultado de uma candidatura. Uma vez instalada, vem aumentar este computador em 10 vezes.

Já agora o nome BOB é uma espécie de homenagem a Bob Peterssen que foi com quem negociaram a entrada da máquina em Portugal, numa parceria entre a Fundação para a Ciência e Tecnologia e a Universidade do Texas, em Austin.

Este reforço da capacidade computacional nacional representa, também, uma oportunidade única para o tecido empresarial, permitindo elevar significativamente a sua capacidade de conceção, otimização e validação de novos produtos e serviços, abrindo importantes vias de criação de valor acrescentado para a economia Portuguesa.

Most Popular Topics

Editor Picks