Concelho

Cerca de 150 jovens de Famalicão em projetos de intervenção socioeducativa e mobilidade

O Programa Ser Europa promovido pelo pelouro da Educação do Município de Vila Nova de Famalicão mobilizou durante este ano letivo, cerca de centena e meia jovens, entre os 14 e os 19 anos, em projetos de intervenção socioeducativa e de mobilidade.

Os projetos de mobilidade foram organizados em colaboração com as escolas e o tecido associativo do concelho e mobilizaram mais 30 jovens, todos do ensino secundário, para países como Itália, Turquia e Espanha.

Ao nível dos projetos de intervenção socioeducativa foram quase 90 os jovens que integraram ou iniciaram projetos de ligação à comunidade integrados em associações locais ou na própria comunidade educativa. Estes projetos tiveram por base a Rede de Clubes Europa, dinamizada pelos técnicos do Projeto Ser Europa.

Os Clubes Europa são um centro dinamizador de atividades no âmbito da educação para a cidadania europeia. Os Clubes são compostos por técnicos de juventude, professores e alunos que desenvolvem um conjunto de atividades com o objetivo de alargar os conhecimentos sobre a Europa e a União Europeia, desenvolvendo ao mesmo tempo competências no âmbito do associativismo juvenil, intercâmbio de boas práticas, das TIC e linguísticas, tanto na língua materna como em línguas estrangeiras.

Os Clubes Europa têm como objetivos gerais criar um espírito europeu entre os seus membros, transmitindo-o aos outros membros da comunidade em que estão inseridos, promover, com o apoio das entidades competentes, ações de dinamização tendentes a uma melhor informação sobre a Europa Comunitária, nomeadamente, aspetos geográficos, históricos, culturais, económicos e as próprias instituições e promover o conhecimento do património cultural e natural da Europa e dos problemas contemporâneos que a Europa enfrenta.

Por fim, estes clubes desencadeiam um conjunto de ações que também pretendem contribuir para a compreensão do pluralismo europeu, para a compreensão e tolerância recíprocas, para uma tomada de consciência relativamente à interdependência europeia e mundial e à necessidade de cooperação e ainda contribuir para a criação do sentido de responsabilidade dos alunos enquanto jovens cidadãos europeus, no que respeita à paz, aos direitos do homem e à defesa e conservação do ambiente e do património cultural.

Refira-se que o programa Ser Europa foi criado em novembro de 2015 envolvendo no total perto de três centenas de jovens do concelho.

Previous post

Já reabriu ao trânsito a ponte da Lagoncinha

Next post

Empresa alemã quer ligar Porto e Corunha de comboio com paragem em Nine

Cidade Hoje