Centro Hospitalar do Médio Ave trata doença rara

Centro Hospitalar do Médio Ave trata doença rara

A Anderson-Fabry, doença hereditária rara que afeta, sobretudo, os aparelhos cardiovascular, renal e neurológico, já é tratada no Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar do Médio Ave.

A terapêutica, iniciada este mês no Hospital de Santo Tirso, consiste na perfusão intravenosa, sob condições de vigilância e monitorização, da enzima deficitária, alcançando-se estabilização da doença e melhoria significativa da qualidade de vida dos doentes. Pela sua raridade, esta doença tem um processo diagnóstico complexo e há um número restrito de Centros Hospitalares no país a efetuar o seu acompanhamento.

O Serviço de Cardiologia do CHMA, em articulação com o Centro de Referência (Hospital Senhora da Oliveira,em Guimarães), tornou possível que estes tratamentos possam ser feitos na proximidade da área de residência dos doentes. Os tratamentos do primeiro doente iniciaram-se este mês, no Hospital de Dia da Unidade de Santo Tirso. A equipa de enfermagem responsável pela administração desta terapêutica, recebeu formação prévia, relativamente à doença e especificidades do tratamento, no Centro de Referência.

Most Popular Topics

Editor Picks