Casa das Artes de Famalicão reabre na próxima semana

É com grande alegria que a Casa das Artes vê chegada a hora de poder reabrir as suas portas ao público. Toda a equipa deste teatro municipal trabalhou e continuará a trabalhar para garantir a todos a programação da melhor qualidade e, agora nestes tempos de pandemia, toda a segurança no usufruto deste espaço cultural de Vila Nova de Famalicão. Basta seguir as indicações da equipa de acolhimento para que seja evitado qualquer contágio pelo Covid-19. Apenas se pretende que todos se contagiem com a melhor seleção cultural.

É com teatro que o grosso da programação de julho da Casa das Artes se faz e, com teatro produzido aqui mesmo neste equipamento de Cultura.

Assim, tudo está preparado para nos dias 2, 3 e 4 de julho, a reabertura seja concretizada com A História de Oliver Twist, às 21h30, no Grande Auditório. Trata-se de uma adaptação da obra “Oliver Twist” de Charles Dickens, realizada por João Regueiras, para o Baú dos Segredos, o ateliê de teatro anual dirigido a crianças e jovens dirigido pelo mesmo João Regueiras e com coprodução da Casa das Artes.

Depois, a 23, 24 e 25 de julho, às 21h30, no Grande Auditório, numa encenação de Pedro Galiza, sobe a palco INFERNO (círculo VII/círculo VIII/círculo IX), a partir de Divina Comédia de Dante Alighieri, uma coprodução Casa das Artes de Famalicão e ACE Escola de Artes de Famalicão – Alunos do 3º ano do Curso Profissional de Artes do Espetáculo-Interpretação.

Entre 28 de julho e 2 de agosto, decorre o àmostra Circo contemporâneo, numa coprodução Instituto Nacional de Artes do Circo e Casa das Artes de Famalicão.

Trata-se e um conjunto de 24 solos de apresentação do primeiro trabalho profissional dos alunos finalistas do INAC – Instituto Nacional de Artes do Circo. Os espetáculos são sempre às 21h30, no Grande Auditório e a entrada custa 4 euros. Estudantes, Cartão Quadrilátero Cultural e Seniores (a partir de 65 anos): 2 euros.

Para além do teatro e das artes do circo, a programação da Casa das Artes, em coprodução com o Cineclube de Joane, agrega ainda o CINEMA PARAÍSO – Projeto Itinerante de Cinema Ao Ar Livre que vai para a 21.ª edição

A edição do Verão de 2020 do Cinema Paraíso enquadra-se nas limitações que todos vivemos por estes dias, mas não quisemos abdicar de concretizar uma programação de cinema ao encontro de um público vasto e transversal, concentrando as sessões no Parque da Devesa, junto ao lago, para que possamos estabelecer distâncias seguras entre espetadores e entre grupos de espetadores.

O convite fica feito, traga amigos, a família, mantas e almofadas e não se esqueça do agasalho: nesta edição as luzes do cinema estarão enquadradas pelo prado e pelo lago que pontua o centro do Parque da Devesa.

As sessões decorrerão nas noites de quarta-feira, com inicio às 22h00. A entrada é livre.

Estão programados os filmes: VARIAÇÕES de João Maia, dia 8 de julho; MR. LINK (versão portuguesa) de Chris Butler, dia 15 de julho; 1917 de Sam Mendes, dia 22 de julho; O MEU VIZINHO TOTORO de Hayao Miyazaki, dia 5 de agosto; MULHERZINHAS de Greta Gerwig, dia 12 de agosto; PARASITAS de Bong Joon Ho, a 19 de agosto.

Entretanto, até 30 de setembro, está patente no foyer da Casa das Artes a exposição “Ana Paula Carvalho: De Quando Herdas A Tua Infância

Até 20 de setembro, decorre a ação Famalicão Cidade Orizuro, uma coprodução Casa das Artes e Companhia de Música Teatral que quer ver a comunidade mobilizada na criação de Orizuros, os pássaros de papel em origami – tutorial com instruções de construção aqui: https://youtu.be/7FrVA7E2PCI – que serão colocados nos espaços verdes da cidade de Vila Nova de Famalicão.

Investigadores detetam bactérias patogénicas em águas de praias do Norte

Investigadores do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), no Porto, detetaram bactérias patogénicas, algumas até resistentes a antibióticos, nas águas de praias balneares do Norte do país, que acreditam serem impulsionadas pelas alterações climáticas.

Numa publicação no ‘site’ da Universidade do Porto, o gabinete de comunicação do ICBAS afirma que os resultados foram obtidos no âmbito do projeto BeachSafe, que estuda a presença de agentes microbianos em 10 praias do Norte: Afife, Ofir, Póvoa do Varzim, Árvore, Matosinhos, Salgueiros, Aguda, Paramos, Cortegaça e São Jacinto.

“Em águas balneares do Norte de Portugal, classificadas como excelentes para banhos de acordo com a legislação em vigor, foram detetadas bactérias do género vibrio, algumas patogénicas para o ser humano, inclusive resistentes a antibióticos”, lê-se na publicação.

Segundo o ICBAS, as alterações climáticas, nomeadamente o aumento da temperatura, variações da salinidade e concentração de partículas na água, “parecem ser responsáveis” pela propagação destas bactérias, que representam “um risco não contabilizado para a saúde pública”, dado que a avaliação oficial é feita tendo por base indicadores fecais.

“O número de infeções relacionadas com a água balnear em todo o mundo, incluindo na Europa, tem vindo a crescer nos últimos anos”, refere o instituto da Universidade do Porto, acrescentando que grande parte dos casos se associa a “bactérias autóctones” e “vírus entéricos”.

“A maioria dos casos está associada a bactérias autóctones que encontram condições favoráveis para se propagarem, devido às alterações climáticas, ou a vírus entéricos, em resultado das descargas de águas residuais brutas ou deficientemente tratadas”, esclarece o ICBAS.

O projeto BeachSafe, liderado por investigadores do Laboratório de Hidrobiologia e Ecologia do ICBAS, é cofinanciado pelo programa COMPETE2020, Portugal 2020, pela União Europeia através do FEDER e pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

Idosas mordidas por cão em Santo Tirso; uma ficou gravemente ferida

Duas mulheres idosas foram esta quinta-feira mordidas por um cão, em Santo Tirso, tendo uma delas ficado gravemente ferida nos braços e pernas, disseram fontes dos Bombeiros e da GNR.

Segundo o comandante dos Bombeiros de Santo Tirso, Filipe Carneiro, as duas mulheres, de 76 e 86 anos, foram assistidas no local e transportadas pelo INEM ao Hospital de Famalicão.

O cão, que segundo as fontes, é da raça Labrador, foi recolhido pelos serviços municipais.

Segundo fonte da GNR, o ataque do cão ocorreu no interior da habitação de uma das idosas, que será a dona do animal.

As circunstâncias do ocorrido ainda estão a ser apuradas

GNR recupera em Gondomar bicicleta de 3 mil euros furtada em Ribeirão

O Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Barcelos, recuperou, esta quarta-feira, uma bicicleta, com o valor estimado de 3 mil euros, em Fânzeres, concelho de Gondomar.

A bicicleta havia sido furtada no dia 16 de maio, na vila de Ribeirão. No decurso da investigação, que durou cerca de um mês, foi possível apurar que a bicicleta encontrava-se à venda numa plataforma de vendas online e que o vendedor, residente em Fânzeres – Gondomar, teria alterado a sua cor original de forma a que passasse despercebida.

A investigação culminou numa ação policial que permitiu recuperar a bicicleta e identificar o suspeito do furto, um jovem de 20 anos, que foi constituído arguido.

Acidente na A3: Despiste em Santo Tirso provoca cinco feridos, um deles está em estado grave

Um despiste na A3, cerca das 22h00 desta quarta-feira, deixou ferimentos em cinco pessoas, uma das quais está em estado grave.

De acordo com o jornal O Minho, o acidente aconteceu na zona de Palmeira, nas proximidades da saída para Vila Nova de Famalicão, sentido sul – norte.

No socorro estiveram as corporações de bombeiros de Santo Tirso e equipas da VMER.

A GNR tomou conta da ocorrência.

Cotton Style cria a marca Business Masks em tempo record

A empresa Cotton Style, sediada em Vila Nova de Famalicão e com experiência no têxtil e vestuário há várias décadas, lançou a marca Business Masks.

A Business Masks é uma marca dedicada ao desenvolvimento de máscaras sociais, laváveis e reutilizáveis, personalizadas para empresas.

A marca famalicense conta já com vários modelos nível 3 e nível 2 certificados pelo CITEVE, e com apenas um mês de existência já ajudou mais de 100 empresas a protegerem os seus colaboradores.

“Infelizmente acreditamos que as máscaras estarão presentes no nosso estilo de vida por tempo indeterminado. No entanto, não devem ser um entrave à forma como comunicamos e representamos a nossa marca ou empresa.” Tiago Rodrigues salienta ainda que “todo este projeto tem vindo a ser desenvolvido em tempo record devido à rapidez que o mercado necessita. Entre testes de materiais, elaboração de protótipos, branding, plano de marketing e conteúdos conseguimos ter tudo implementado com qualidade e rapidez.”

Para saber mais sobre a Business Masks visite o website www.businessmasksportugal.com ou as redes sociais @businessmasks.

Para mais informações, contacte a equipa Business Masks através do email: [email protected]businessmasksportugal.com ou +351 912 105 052

Most Popular Topics

Editor Picks