Fátima: Multidão obriga Santuário a fechar entradas do recinto

O Santuário de Fátima viu-se obrigado a encerrar este domingo, 13 de setembro, o acesso ao recinto de oração devido à multidão que acorreu às cerimónias, avança o portal mediotejo.net que cita fonte daquela instituição.

As entradas foram encerradas por altura da comunhão, cerca das 11:15, hora em que se atingiu 1/3 da capacidade total do recinto (200 mil pessoas), o limite permitido. A GNR também encerrou os túneis de acesso.

Esta foi a grande peregrinação deste ano mais participada por peregrinos na Cova da Iria. Pela primeira vez, o Santuário…

Publicado por Santuário de Fátima em Domingo, 13 de setembro de 2020

Foto: Alberto Caveiro

Trabalho: INE vai contratar mais de 10 mil pessoas já em janeiro para realização do Censos 2021

O Instituto Nacional de Estatística encontra-se a preparar o arranque dos trabalhos para a realização do Censos 2021.

Na edição do próximo ano, e fruto da pandemia de Covid-19, há um número menor de pessoas a serem requisitadas para a realização dos inquéritos, uma vez que eles também vão estar disponíveis em formato digital, na internet.

A contratação de pessoal arranca no início de 2021, no mês de janeiro, naquela que poderá ser uma garantia temporária de trabalho e remuneração para muitos dos que ficaram desempregados recentemente.

O recrutamento é feito para contratos à tarefa, com os recenseadores a ganharem em função dos inquéritos realizados.

Covid-19: GNR nas escolas a partir de segunda

Elementos da Guarda Nacional Republicana vão estar, a partir desta segunda-feira, pelas escolas do país para transmitir conselhos de segurança e esclarecimentos sobre comportamentos de risco para a propagação da ​​​​​​​covid-19.

As ações da operação “Regresso às aulas 2020” foram anunciadas este domingo e vão decorrer até 25 de setembro junto dos cerca de cinco mil estabelecimentos escolares que fazem parte da área de atuação da Guarda e são dirigidas a professores, alunos e encarregados de educação.

Covid-19: Também já há partidas de andebol adiadas devido a casos positivos (Belenenses x Boa Hora)

O jogo entre o Belenenses e o Boa Hora, da primeira jornada do campeonato nacional de andebol, foi hoje adiado devido a três casos positivos de covid-19 na equipa do Restelo, anunciou a Federação Portuguesa de Andebol.

“O Clube de Futebol “Os Belenenses” recebeu esta manhã o resultado de três testes de despistagem à covid-19 realizados ontem [sexta-feira] junto da equipa sénior de andebol, registando três resultados positivos que se encontram já em isolamento conforme as determinações em vigor, bem como o restante grupo de trabalho”, refere o comunicado do Belenenses.

O clube salienta que deu conhecimento da situação à autoridade de saúde e à Federação de Andebol de Portugal, com o jogo que estava agendado para a tarde de hoje a não se realizar.

“Informa-se em paralelo que toda a equipa de andebol – incluindo ‘staff’ e estrutura diretiva da secção – foi testada por duas vezes nas duas últimas semanas, tendo registado sempre resultados negativos”, acrescenta o documento.

O Belenenses determinou ainda que toda a atividade das quatro modalidades desenvolvidas no Pavilhão Acácio Rosa fosse suspensa até à próxima quarta-feira, inclusive, de modo a avançar com procedimentos de limpeza e desinfeção, de acordo com o protocolo de segurança interno.

“A Federação de Andebol de Portugal, em concordância com os clubes participantes neste encontro, CF Os Belenenses e Boa Hora FC ROFF, determinou o adiamento do jogo, desta tarde, em conformidade com os protocolos estabelecidos pela Direção-Geral da Saúde, reafirmando o seu compromisso para a realização das competições em segurança”, frisa a federação.

O Belenenses já disputou esta época duas partidas oficiais, frente aos eslovenos do RK Trimo Trebnje, referentes à ronda de qualificação da Liga Europeia de andebol, com a equipa portuguesa a ser eliminada depois de duas derrotas.

Os jogos entre o Feirense e o Desportivo de Chaves e entre o Académico de Viseu e Académica, da primeira jornada da II Liga portuguesa de futebol, também não se realizaram devido a casos positivos de covid-19.

PSP faz 362 detenções desde março por incumprimento das regras da DGS

“Da atividade policial em apoio às autoridades de saúde resultou, entre 20 de março e 10 de setembro e a nível nacional, a deteção de 362 situações de incumprimento, com a consequente detenção desses cidadãos”, adianta a PSP num comunicado.

No documento explica-se que, no “contexto da situação especial de saúde pública vivenciada em Portugal, a PSP tem sido chamada a apoiar a população e assegurar o cumprimento da legislação especial aprovada”.

“Uma das medidas excecionais legalmente aprovadas para alavancar o esforço de contenção do alastramento pandémico foi o confinamento domiciliário obrigatório, determinado pela autoridade de saúde, medida sanitária que ainda se encontra em vigor”, segundo o comunicado.

Esta autoridade policial diz que “tem cabido à PSP proceder à confirmação sistemática do cumprimento da medida decretada em 20 de março de 2020, em estreita coordenação com as autoridades de saúde”.

“Esta confirmação de cumprimento é realizada de forma sistemática, também e sempre numa perspetiva de apoio ao cidadão sujeito à medida o qual, ainda assim e visando proteger a comunidade, tem de permanecer no domicílio até nova decisão da autoridade de saúde”, avisa.

Neste sentido, esta autoridade “apela a que todos os cidadãos cumpram as regras de prevenção da propagação da infeção por covid-19 difundidas pela DGS, bem como as ordens legais e legítimas dos polícias, emitidas no âmbito das diversas ocorrências policiais para as quais a PSP é chamada a resolver”.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 910.300 mortos e mais de 28,2 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.855 pessoas dos 62.813 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Covid-19: Mais três mortos e 687 infetados

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais três mortos e 687 novos casos de infeção por covid-19. Há, ainda, 43.644 recuperados, mais 203.

Segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde, desde o início da pandemia registam-se 62.813 casos de infeção confirmados e 1.852 mortes. Há ainda 43.644 recuperados, mais 203 do que ontem.

 

Most Popular Topics

Editor Picks