Capotamento faz um ferido na A3

Um despiste seguido de capotamento fez um ferido, na manhã desta quarta-feira, na A3 em Santo Tirso.

O acidente deu-se por volta das 7h45, ao quilómetro 21 daquela autoestrada, no sentido Porto – Braga.

O condutor foi transportado com ferimentos ligeiros para a unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

 

Produtos “Redux” e “Composto Natural Dieta” são ilegais em Portugal, alerta o Infarmed

A Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) alerta que os produtos “Redux -Redutor de Medidas” e “Composto Natural Dieta” contêm substâncias que só podem ser utilizadas em fármacos e, por isso, são ilegais.

Segundo uma nota do Infarmed, os produtos em capsúlas, que foram detetados na Alfândega, contêm substâncias destinadas ao tratamento da hipertensão, obesidade, ansiedade e obstipação e a sua utilização é proibida em Portugal.

“O produto Redux – Redutor de Medidas, cápsulas, contém substâncias destinadas ao tratamento da hipertensão, obesidade, obstipação e ansiedade. É, por isso, um medicamento ilegal, por não dispor de autorização de introdução no mercado em Portugal e conter substâncias ativas que apenas podem ser utilizadas em medicamentos”, destaca o Infarmed.

De acordo com a nota, os produtos foram detetados na Alfândega, no âmbito do protocolo de colaboração entre o Infarmed e a Autoridade Tributária e Aduaneira, destinado ao combate à falsificação de medicamentos.

O Infarmed alerta as entidades que dispõem destes produtos para que não os podem “vender, dispensar ou administrar” e que devem comunicar de imediato com a autoridade do medicamento.

“Enfermeiro” é a “Palavra do Ano” de 2018

A “Palavra do Ano” de 2018 é “enfermeiro”, que alcançou 37,8% dos 226 mil votos validados, foi hoje anunciado pela Porto Editora, numa sessão na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto.

Uma “votação recorde”, disse à agência Lusa Paulo Rebelo Gonçalves, da Porto Editora, que promove a iniciativa que completa este ano uma década.

Da lista de dez palavras colocadas à votação durante o mês de dezembro, em www.palavradoano.pt, em segundo lugar ficou o vocábulo “professor”, com 33,4%.

A escolha inicial do termo “enfermeiro” tinha sido justificada pela Porto Editora com os vários movimentos de protesto desta classe, ao longo do ano passado e que continuam em 2019: “Os enfermeiros reclamam aumentos salariais, uma progressão mais rápida na carreira e a contratação de mais profissionais”, uma situação idêntica à dos professores, que “continuam a lutar pela contabilização da totalidade do tempo de serviço prestado durante o congelamento de carreiras”, afirmou a editora.

Temperaturas mínimas vão continuar muito baixas até ao final da semana

As temperaturas mínimas vão continuar muito baixas em Portugal continental pelo menos até ao final da semana podendo chegar aos 05 graus negativos em algumas regiões do território, disse à Lusa a meteorologista Ângela Lourenço.

Até ao final da semana as temperaturas mínimas vão continuar muito baixas, com noites muito frias, mas os dias serão amenos, com máximas que podem chegar aos 18 graus Celsius, explicou a especialista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com Ângela Lourenço, as temperaturas mínimas vão estar com valores abaixo de zero e mesmo perto do litoral vão estar perto dos zero graus ou 01 grau.

Por causa da persistência de temperaturas mínimas baixas, o IPMA colocou 14 distritos de Portugal continental (Braga, Porto, Aveiro, Vila Real, Bragança, Guarda, Leiria, Lisboa, Santarém, Portalegre, Évora, Setúbal, Beja e Faro) até às 10:00 de quarta-feira.

Alerta: Aviso amarelo devido ao frio

Doze distritos de Portugal continental estão sob aviso amarelo, até à próxima terça-feira, devido à persistência de valores baixos da temperatura mínima, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

No distrito de Braga as mínimas chegam aos -3 graus centigrados, enquanto de máxima os bracarenses vão poder contar com 16 graus, também Bragança acordou com -2 de temperatura mínima, podendo as máximas chegar aos 14.

Segundo o IPMA, irá assistir-se a um acentuado arrefecimento noturno com formação de geada nos próximos três dias, e formação de geada, em especial nos vales e terras baixas, podendo persistir em alguns locais do nordeste transmontano.

Anualmente, quando as temperaturas começam a baixar e quando a circulação de vírus respiratórios se intensifica, as urgências hospitalares, sobretudo, sentem um aumento de afluxo de doentes e este ano há já relatos de sobrelotação nalguns hospitais.

Most Popular Topics

Editor Picks