Falsa advogada constituída arguida

Uma mulher, de 61 anos, que se fazia passar por advogada, foi constituída arguida pelos crimes de burla, abuso de confiança e procuradoria ilícita.

A suspeita, que já trabalhou num escritório de advogados, fez-se passar por advogada, lesando um indivíduo em seis mil euros, valor pago para a defesa em três processos crime.

Na sequência do processo, que teve início há cerca de nove meses, com base na denúncia da vítima, foram realizadas buscas que permitiram apreender documentos relacionados com os crimes em investigação pelo Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial de Guimarães da GNR.

A suspeita, de Vizela, foi sujeita a termo de identidade e residência.

Preço dos automóveis novos deverá disparar em Setembro

O preço dos automóveis novos deverá sofrer um agravamento em Setembro que pode chegar aos milhares de euros, avança o Jornal de Notícias na edição desta segunda-feira, 9 de Abril.

Isto porque passará a ser usado um novo método de homologação das viaturas que fornece dados de consumo e de emissões de dióxido de carbono mais realistas. Com o aumento das emissões agrava-se também o valor do imposto a pagar.

O novo método de homologação (Worldwide Harmonized Light Test Procedure, WLTP) que já é usado desde Setembro do ano passado nos modelos novos das fabricantes automóveis, passará a ser aplicado também aos modelos mais antigos em Setembro deste ano.

A título de exemplo, o Jornal de Notícias escreve que, no caso de um Opel Astra 1.6 CDTI, o agravamento de preço deverá ser de 3.260 euros.

Contactado pela mesma publicação, o Ministério das Finanças referiu que está a acompanhar a situação em articulação com a ACAP.

Um dos maiores eventos de jogos em Portugal acontece no IPCA

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) organiza, de 16 a 22 de abril, o IPCA GameDev Week 2018, que promete ser um dos maiores eventos de jogos em Portugal.

O GameDev Week realiza-se no Campus do IPCA, em Barcelos, e pretende ser o primeiro de uma série de eventos a acontecer anualmente, sendo uma plataforma de interligação entre instituições de ensino superior, indústria, e principais estúdios e empresas tecnológicas do setor dos videojogos, VFX e tecnologias de interação.

Nesta primeira edição pretende-se criar uma aproximação dos alunos de Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais, bem como os da área do Design, a «empresas de topo, colocando-os frente a frente com uma realidade que não se encontra normalmente em nenhum outro evento nacional», explica Duarte Duque, diretor do Curso de Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais, da Escola Superior de Tecnologia (EST) do IPCA.

O programa detalhado das diversas atividades e ingressos para o IPCA GameDev Week já estão disponíveis em www.gamedevweek.ipca.pt onde estão, também, todas as informações acerca do evento.

JOVEM DE 17 ANOS DETIDO COM 178 DOSES DE HAXIXE

Um jovem, de 17 anos, foi detido quando tinha na sua posse 178 doses de haxixe. Foi constituído arguido e sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência.

A detenção, a cargo do Posto Territorial de Guimarães da GNR, aconteceu esta quinta-feira, 5 de abril, durante uma ação de patrulhamento preventivo que decorreu em Ponte, Guimarães.

Cratera abre-se em rua de Braga

A Situação aconteceu na tarde desta quarta-feira, na Rua Luís António Correia. De acordo com o Diário do Minho a cratera tem cerca de dois metros de diâmetro e cinco de profundidade.

Proteção Civil diz que mau tempo poderá ter estado na origem deste aluimento do piso. Até que a situação fique resolvida, a rua vai ficar com a circulação de carros condicionada.

Imagens / Fonte – Nuno Cerqueira (Diário do Minho)

 

Pena suspensa para professor que em Braga abusou de aluna de 10 anos

O Tribunal Judicial de Braga condenou nesta quarta-feira a quatro anos e meio de prisão, com pena suspensa, um professor de xadrez por abuso sexual de uma aluna de 10 anos.

Para a suspensão da pena, o arguido, de 38 anos, terá de pagar à vítima uma indemnização de dez mil euros por danos não patrimoniais e submeter-se a um regime de prova.

O tribunal deu como provado que os abusos decorreram ao longo de cerca de um ano e foram consumados sobretudo na casa de banho do clube de xadrez onde dava explicações e na própria residência do arguido.

O arguido foi condenado por um crime de abuso sexual de criança agravado.

Durante o julgamento, negou os abusos, alegando que a menor o terá acusado como “vingança por um ralhete” que lhe deu numa das aulas. Disse que mantinha sempre “grande proximidade” com todos os alunos e não apenas com aquela menina. Alegou ainda que levou a aluna a sua casa apenas e só para ali deixar roupa que tinha ido buscar à lavandaria. Depoimento que o tribunal considerou não merecer “qualquer credibilidade”.

Para o tribunal, o arguido “rodeou-se de todas as cautelas” para não ser “apanhado”, mas o testemunho da vítima revelou-se “fundamental” para dar os factos como provados.

O tribunal considerou que o arguido praticou “actos sexuais de relevo” com a menor, mas, “não obstante a gravidade dos factos”, e tendo em conta a ausência de antecedentes criminais, decidiu suspender a pena.

No período de suspensão, o arguido fica obrigado a adoptar “comportamentos sexuais com normatividade jurídica”.

Most Popular Topics

Editor Picks