Durante a Páscoa não pode sair do concelho onde reside

Entre 9 e 15 de abril, período da Páscoa, estão proibidas as deslocações para fora do concelho de residência.

A determinação consta do decreto do Governo que regulamenta a prorrogação do estado de emergência por mais 15 dias.

Fonte governamental assumiu à agência Lusa que esta limitação foi aprovada na reunião do Conselho de Ministros que decorre no Palácio da Ajuda. O único ponto desta reunião é a aprovação do diploma que regulamenta a prorrogação do estado de emergência que será decretado pelo Presidente da República.

Além desta medida, o executivo de António Costa prepara-se para limitar a duas pessoas a capacidade de transporte em veículos ligeiros, excetuando familiares diretos. Esta medida vai vigorar durante o período de renovação do estado de emergência, adiantou à Lusa a mesma fonte do executivo.

Covid-19: Forças de segurança e bombeiros prioritários

A partir desta quinta-feira, as forças e serviços de segurança e os bombeiros são prioritários nos testes à covid-19, anunciou a secretária de Estado da Administração Interna.

«Vamos ter uma linha prioritária para a forças e serviços de segurança e também para bombeiros e aos poucos estamos a consolidar e estruturar este sistema porque têm de ter um trabalho diferenciado nesta questão dos testes e por cada elemento suspeito há uma série de elementos que acabam por ficar também em isolamento e impossibilitados de cumprir a sua ação», assinala Patrícia Gaspar.

A governante considerou que é necessário «despistar o mais depressa possível» os elementos das forças e serviços de segurança e os bombeiros, uma vez que têm um papel fundamental na manutenção da ordem «e na garantia de que tudo corra da melhor forma possível».

Parlamento aprova medidas para proteger inquilinos

O Parlamento aprovou esta quinta-feira algumas medidas no âmbito da habitação, onde estão incluídos apoios à renda.

A proposta prevê a suspensão das rendas durante o estado de emergência para inquilinos com quebras de rendimentos. Foi aprovada, também, por unanimidade a proposta que prevê o fim da caducidade dos contratos de arrendamento.

Estas medidas vão vigorar até um mês depois do fim do estado de emergência nacional.

O ministro da Habitação referiu, durante a reunião plenária, que a habitação é uma das áreas onde as pessoas sentem mais instabilidade e angústia, com receio de não cumprirem as suas obrigações por força da perda de salário ou mesmo de desemprego.

Assim, os senhorios não podem rescindir os contratos nem exigir indemnizações aos inquilinos. Além disso, fica congelada a suspensão dos contratos de arrendamento cujo prazo termine nos próximos meses. Estas medidas terão ainda de ser promulgadas pelo Presidente da Repúblicas, mas aplicam-se já a todas as rendas a partir de 1 de abril.

Covid-19: 68 casos recuperados

Até à data, 68 pessoas recuperam da infeção pela Covid-19. Segundo dados da DGS, desde 1 de janeiro deste ano totalizam-se 66 895 casos suspeitos, dos quais 9034 deram positivo.

Vila Nova de Famalicão regista 107 infetados.

No total nacional, aguardam resultados 4958 pessoas.

Covid-19: 1042 internados

Do relatório divulgado pela Direção Geral da Saúde ao princípio da tarde desta quinta-feira, 1042 pessoas estão internadas e 240 estão nos cuidados intensivos.

Confira, aqui, a caracterização clínica dos casos confirmados.

Recorde-se, que segundo a Direção-Geral da Saúde há 107 famalicenses infetados pela Covid-19., depois dos 99 verificados esta quarta-feira.

Dos dados anunciados, no plano nacional, subiu para 209 o número de mortes, tal como subiu, para 9034, o número de infetados.

Most Popular Topics

Editor Picks