Um quarto dos trabalhadores ganha salário mínimo e são maioritariamente mulheres, jovens e precários