Governo alarga período crítico de incêndio até 10 de outubro

O Governo decidiu prolongar o período crítico de incêndios até dia 10 de outubro, no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta Contra Incêndios. O Despacho do Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, publicado esta segunda-feira em Diário da República, assinala a previsão da “manutenção do risco de incêndio rural em níveis elevados, (…) tendo em consideração as circunstâncias meteorológicas prováveis para os primeiros dez dias deste mês, com temperaturas com valores acima do que é o padrão para a época e uma baixa probabilidade de ocorrência de precipitação..

Durante o período crítico de incêndios, nos espaços florestais ou agrícolas, é proibido:

fumar, fazer lume ou fogueiras;

fazer queimas ou queimadas;

lançar foguetes e balões de mecha acesa;

fumigar ou desinfestar apiários, salvo se os fumigadores estiverem equipados com dispositivos de retenção de faúlhas;

fazer circular, ou utilizar, tratores, máquinas e veículos de transporte pesados que não possuam extintor, sistema de retenção de fagulhas ou faíscas e tapa chamas nos tubos de escape ou chaminés.

Face às condições descritas, considera-se necessário continuar a adotar as medidas e ações especiais de prevenção de incêndios florestais, no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta contra Incêndios.

Incêndio em camião na A3: Fogo propagou-se para área florestal e deixa bombeiro ferido

Um homem dos Bombeiros Voluntários de Famalicão ficou ferido na sequência do incêndio que começou num camião que se encontrava a circular na A3, na freguesia de Sezures, em Vila Nova de Famalicão.

Ao que nos foi possível apurar, as chamas propagaram-se da cabine do camião para uma zona florestal vizinha. Uma situação que foi rapidamente controlada graças à intervenção das duas corporações de bombeiros presentes no local.

Sabe-se agora que, nesse combate às chamas, um bombeiro necessitou de ser assistido no local e, mais tarde, transportado para a unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave com ferimentos considerados ligeiros.

 

Dois meios aéreos e bombeiros combatem novo incêndio na Trofa

Um novo incêndio florestal está a deflagrar no concelho da Trofa, na freguesia de Covelas.

De acordo com fonte dos bombeiros locais, o fogo, com duas frentes, está a consumir uma zona de mato próxima àquela ardeu no último fim de semana.

A coluna de fumo é visível a vários quilómetros de distância.

O combate às chamas está a ser feito com a ajuda de dois meios aéreos.
Não há indicação da existência de casas ou pessoas em perigo.

 

Celorico de Basto: Bombeiros Famalicão / Famalicenses / Riba d’Ave combatem incêndio de grandes dimensões

 

Todas as corporações de bombeiros do concelho de Vila Nova de Famalicão (Bombeiros Voluntários de Famalicão / Bombeiros Voluntários Famalicenses / Bombeiros Voluntários de Riba d’Ave) combatem, a esta hora, um incêndio de grandes dimensões no concelho de Celorico de Basto.

As chamas estão a deflagrar em área florestal desde as 14h00 deste domingo, na freguesia de Codeçoso. No terreno as operações de combate contam com um efetivo de mais de 100 homens, apoiados por dois meios aéreos.

Bruno Alves, comandante dos Bombeiros Voluntários Famalicenses, está a liderar as equipas.

Não existe, para já, a informação de casas em risco.

Trofa: Cerca de 100 bombeiros e 2 meios aéreos combatem incêndio de grandes dimensões

Um incêndio de grandes dimensões está a deflagrar, desde as 16h30 deste domingo, na freguesia de S.Martinho de Bougado, Trofa.

As chamas estão nesta altura a ser combativas por cerca de uma centena de homens de diversas corporações de bombeiros da região, apoiados por dois meios aéreos.
Para já, e uma vez que o fogo está a consumir uma zona de mato, não existem casas em perigo.

 

Fogo em Arnoso Sta Maria em “fase de resolução”

Entrou em fase de resolução o incêndio que teve início às 21h00 desta quarta-feira, numa zona florestal da freguesia de Arnoso Sta Maria, em Vila Nova de Famalicão.

De acordo com fonte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil o fogo aparenta não representar perigo de propagação. Contudo, e ao longo das próximas horas, vão-se manter no local vários operacionais para garantir que não existem reacendimentos.

Recordamos que o combate às chamas foi feito numa fase inicial pelos Bombeiros Voluntários Famalicenses, contando depois com o apoio dos colegas da corporação de Riba d’Ave e dos B.V.Famalicão.

Não há registo de feridos ou casas em risco.

 

Most Popular Topics

Editor Picks