Aluno da CIOR é embaixador do programa Erasmus+

Miguel Rodrigues, aluno da Escola Profissional CIOR, foi selecionado para ser, durante 2020, um dos embaixadores do programa Erasmus+/Educação e Formação. O aluno do curso de produção metalomecânica integra o grupo dos 15 EuroApprentices nacionais, com base na sua competência, experiência e boas práticas adquiridas neste estabelecimento de ensino.

Para Miguel Rodrigues esta é uma «oportunidade única» para continuar a sua experiência, enquanto que Amadeu Dinis, diretor da escola, assinala que a nomeação do aluno, «sendo motivo de contentamento e orgulho para a escola, não é, para nós, uma surpresa. É o reconhecimento do histórico, do trabalho e das dinâmicas desenvolvidos pelo Gabinete de Projetos ao longo de muitos anos no que se refere aos programas de mobilidade no espaço europeu, no âmbito do Erasmus+».

Alunos da CESPU vão ter hospital escola

O Trofa Saúde Hospital do Senhor do Bonfim, em Vila do Conde, vai permitir que centenas de alunos possam lidar com cenários reais; utilizar tecnologias de ponta; contactar com novos métodos e equipamento hospitalar, bem como interagir com os sistemas informáticos essenciais na prestação de cuidados de saúde.

O novo Hospital Escola, pretende implementar formação para diversas profissões da saúde, com destaque para o ensino da Medicina, entre outros, para que os estudantes e futuros profissionais tenham a possibilidade de experienciar todas as vivências de um grande hospital, interagindo adequadamente com profissionais já formados, utentes e também apoio às respetivas famílias.

O projeto educativo surge na sequência da criação da Associação Ensinar Saúde Norte, no âmbito de uma parceria entre a CESPU – Cooperativa de Ensino Superior, Politécnico e Universitário, e o Grupo Trofa Saúde (GTS).

O GTS vai disponibilizar as instalações do Senhor do Bonfim aos estudantes da CESPU para o ensino das profissões da saúde e, por outro lado, a instituição de ensino, que tem um polo em Vila Nova de Famalicão, disponibilizará também recursos humanos adequados ao ensino pré-graduado, integrando-os na dinâmica do hospital.

O anúncio oficial terá lugar na manhã de terça-feira, dia 14, em conferência de imprensa, no âmbito de uma sessão científica, denominada “Ensinar Saúde”, que contará com a presença, entre outros, do ex-ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, da Vice Reitora da Universidad Alfonso X – El Sabio de Madrid, Iris Núñez Trebol, e de vários professores da Faculdade de Medicina do Porto.

O Trofa Saúde Hospital do Senhor do Bonfim tem 570 camas, 7 dos mais modernos blocos cirúrgicos e uma moderna unidade de cuidados intensivos, entre outras valências.

Jorge Paulo Oliveira quer mais informações sobre retirada de amianto das escolas

Jorge Paulo Oliveira, deputado da Assembleia da República, acusa o Ministério da Educação de não dar as informações necessárias sobre a presença de amianto nas escolas famalicenses.

O deputado do PSD diz que o «comportamento do governo é extremamente censurável». Acrescenta que «em democracia, os governos existem para servir os cidadãos; o silêncio ou respostas como aquelas a que tivemos direito são as respostas típicas dos governos que já se esqueceram disto».

Recorde-se que estão a terminar os trabalhos de remoção do amianto na Escola Júlio Brandão. Mas não se sabe quais as escolas que se seguem.

O Ministro Tiago Brandão informou que a Escola Secundária Padre Benjamim Salgado e a EB 2,3 D. Maria II integram a lista de escolas prioritárias para requalificação e monitorização. Já quanto às EB 1,2,3 de Arnoso Stª Maria e de Gondifelos, o Ministério lembrou que têm 1.º ciclo, pelo que os trabalhos terão que ser articulados com as autarquias locais.

Câmara de Famalicão e Junta de Riba de Ave juntas pela escola pública

A inauguração das obras de remodelação da escola do 1.º ciclo de Riba de Ave foi mais um momento para a vila reivindicar um estabelecimento de ensino público até ao décimo segundo ano.

Ao final da manhã deste sábado, Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal, assinalou que é chegado o momento das famílias de Riba de Ave e das freguesias vizinhas terem uma escola pública de proximidade, acusando o Ministério da Educação de falta de vontade.

Sobre a “nova” escola que acabara de inaugurar, o autarca assinalou o momento «de satisfação e emoção. Foi difícil. Muitos pensaram impossível; outros, um sonho. Cá está a concretização. Cumprimos, mais uma vez, a nossa missão para o reforço do processo educativo no concelho».

No «melhor lugar do mundo, a escola», Susana Pereira fala da esperança que sente em ter escola pública na vila, assinalando, no reforço desse sentimento, o apoio da Câmara Municipal e dos autarcas das freguesias vizinhas.

Fernando Lopes, diretor do Agrupamento de Escolas de Pedome, espera que a inauguração das obras de remodelação «não seja o último ato» do projeto educativo e desenvolvimento da vila de Riba de Ave.

A escola do 1.º ciclo de Riba de Ave beneficiou de uma profunda remodelação. Com um investimento superior a 500 mil euros, as obras implicaram uma ampliação com a criação de mais duas salas, passando para oito. Foi ainda construída uma sala de apoio, biblioteca, sala de professores e recreio coberto. Os arranjos exteriores contemplaram um espaço desportivo com relva sintética.

O projeto foi cofinanciado pelo NORTE 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

YUPI recebe prémio boas práticas associativismo jovem

A associação juvenil YUPI recebeu, esta quinta-feira, Dia Internacional do Voluntariado, o Prémio de Boas práticas do associativismo juvenil (1º lugar da zona Norte), por Sílvia Vermelho e Vítor Dias (Conselho Diretivo e Diretor Regional Norte do IPDJ), na presença da vereadora Sofia Fernandes e de Rui Batista (do pelouro Juventude Famalicão).

A sessão decorreu no Centro Cultural de Amarante, numa iniciativa nacional que distinguiu o “Orçamento Participativo Escolar – um contributo da educação não formal nas escolas” que envolveu alunos e professores num processo ativo, crítico e apoiando a votação e implementação de ideias no âmbito do Orçamento Participativo Escolar (OPE).

A Yupi colaborou com todas as escolas de 3º ciclo e ensino secundário de Vila Nova de Famalicão com formação a professores e alunos, na produção de um manual de dinamização do OPE, disponível online em www.yupi.pt, e de um conjunto de ações diretas com estudantes para o seu envolvimento desde o regulamento do OPE, processo de eleição e acompanhamento do/s projeto/s vencedor/es para uma verdadeira aproximação dos jovens aos processos de tomada de decisão.

Tratou-se de um trabalho colaborativo no Agrupamento de Escolas de Gondifelos e Escola Profissional FORAVE, no âmbito dos projetos “School of Active Citizens” e projeto “Planet SOEN”, respetivamente, onde estas dinâmicas tiveram uma presença constante, refletindo-se neste prémio nacional.

Alunos da Camilo no Parlamento Europeu

Nove alunos da Escola Secundária Camilo Castelo Branco visitaram, de 29 de novembro a 4 de dezembro, o Parlamento Europeu e outras instituições.

Com este projeto, a Escola pretende capacitar os participantes para que desempenhem um papel mais ativo enquanto cidadãos europeus.

Esta foi a primeira mobilidade internacional do projeto Erasmus+Democracia Participativa+Cidadania Ativa”, que juntou também estudantes da Lituânia e de Espanha.

Os participantes puderam visitar o Museu Casa da História Europeia e, em equipas multinacionais, refletir acerca da construção do projeto europeu.

No Parlamentarium, fizeram o papel de deputados e puderam propor uma lei, negociar, argumentar e fazer votações em torno do uso racional da água e do chip de identificação pessoal.

O grupo visitou o Parlamento Europeu, onde se encontrou com os eurodeputados Sandra Pereira de Portugal, Bronis Ropè da Lituânia e Maria Izaskun de Espanha.

Além disso, efetuaram visitas culturais, um peddy-paper e apresentações multimédia.

Most Popular Topics

Editor Picks